Portal da Cidade Umuarama

Segurança

Vereadores aprovam doação de terreno para construção de Casa de Custódia

Plenário ficou cheio de moradores contrários ao tema que volta ao debate no próximo domingo (07)

Postado em 04/04/2019 às 11:43 |

Plenário da Casa Legislativa ficou cheio de pessoas que se manifestaram contrárias à doação (Foto: Portal da Cidade Umuarama)

Após uma reunião pública, uma sessão extraordinária da Câmara Municipal de Umuarama, na manhã desta quinta-feira (04), aprovou a doação de terreno para o Governo do Estado para a construção de Casa de Custódia. Cinco vereadores foram favoráveis ao projeto de lei e apenas três contrários. 

O plenário da Casa Legislativa ficou cheio de pessoas que se manifestaram contrárias à doação, a maioria moradora do Bairro São Cristóvão e conjuntos habitacionais adjacentes, região onde fica o terreno doado, e também recebeu autoridades da segurança pública, além de representantes de entidades organizadas de classe.

Para autoridades de segurança, a construção da Casa de Custódia beneficiaria Umuarama, uma vez que as condições de segurança da Cadeia local são precárias. Ela foi construída para abrigar 67 detentos e atualmente aloja mais de 240 presos, essa superlotação gera um ambiente considerado insalubre. 

Segundo o delegado-adjunto da 7ª Subdivisão Policial de Umuarama (7ª SDP), Gabriel de Menezes, a construção da Casa de Custódia vai liberar aproximadamente 12 policiais civis que hoje cuidam de cadeias na região de abrangência da Delegacia Regional, eles devem cumprir a função objetiva da categoria, que é a de investigar.

“Tentativas de fugas como a que ocorreu recentemente em Umuarama não ocorre em penitenciárias como de Cruzeiro do Oeste. A Casa de Custódia trará condições apropriadas para a detenção daqueles que aguardam julgamento, e o Depen já informou que ela não funcionará sem o emprego de pelo menos 140 agentes, e isso representa benefício econômico, estimando uma injeção financeira de cerca de R$ 800 ao município se levarmos em conta o valor salarial desses agentes”, destacou o delegado.

Jean Carlos Felipe, presidente do Bairro São Cristóvão, disse que os moradores entendem que a Casa de Custódia é necessária para Umuarama, porém eles acreditam que além da desvalorização imobiliária, os detentos soltos podem representam um perigo. “Sabemos que o bairro fica distante, considerado uma ilha, separado por pontes, por isso que querem levar para lá a Casa de Custódia, então acreditamos que quando um suspeito for liberado, por estar distante do centro, se ele quiser atuar criminosamente, fará isso ainda no bairro”, alegou.

Diante de moradores exaltados, com faixas e cartazes de protesto, e gritos de ‘judas e traidores’, os vereadores Matheus Barreto, Marcelo Nelli, Maria Ornelas, Junior Ceranto e Ronaldo Cruz Cardoso votaram a favor e Jones Vivi, Deybson Bitencourt e Ana Novaes, contra o projeto de lei. O presidente da Câmara Municipal de Umuarama, Noel do Pão, não votou e o vereador Newton Soares não participou da sessão por causa de problemas pessoais.

Como o projeto de lei foi aprovado em primeira discussão e votação, havendo negativa de interstício – intervalo de tempo entre dois atos do processo legislativo – os vereadores voltam ao plenário da Câmara Municipal no próximo domingo (7), às 10h, para discutir e votar o tema em definitivo.


Fonte:

Deixe seu comentário