Portal da Cidade Umuarama

MENTE E CÉREBRO

Entenda como a Neuropsicologia pode te ajudar

A neuropsicóloga Soyane Marcato explica como a ciência que estuda a ligação entre mente e cérebro pode detectar doenças neurológicas

Postado em 26/02/2019 às 14:00 |

A Neuropsicóloga Soyane Marcato fala sobre as diversas áreas desta nova ciência (Foto: Portal da Cidade )

O termo Neuropsicologia surgiu no século XX e é a ligação mais próxima da Psicologia com a Neurologia. A neuropsicóloga Soyane Marcato explica que para ajudar no diagnóstico de doenças, são utilizados conhecimentos sobre o funcionamento de diferentes áreas cerebrais e também análises psicológicas, "são verificadas alterações cerebrais, comportamento resultante de lesões, processos da memória, percepção, aprendizado e dentre outras atividades."

Avaliação

A profissional esclarece que para identificar um prejuízo cognitivo, é necessário aplicar uma avaliação neuropsicológica por meio de uma série de testes, atividades e escalas com o paciente e familiares, sendo possível identificar hipóteses diagnósticas e instituir as orientações necessárias.

Soyane Marcato / Neuropsicóloga

Orientação

A avaliação pode ser feita em pessoas de todas as idades, tornando possível estabelecer métodos de intervenção e reabilitação específicos para cada paciente, a fim de que possam melhorar, compensar, contornar ou adaptar-se às suas restrições.

Soyane Marcato / Neuropsicóloga


Soyane também aponta que através da neuropsicologia, é possível detectar danos de maneira precoce, "sem que haja necessariamente grandes danos cerebrais, é possível  encontrar precocemente o problema, o que facilita o tratamento.


No caso do atendimento infantil, a neuropsicologia pode ser útil quando a criança apresenta sinais de:

• Transtorno do deficit de atenção e hiperatividade;
• Dificuldades de aprendizagem;
• Atraso cognitivo e mental;
• Síndromas genéticas;
• Distúrbios de comportamento;
• Doenças neurológicas;
• Autismo e outros problemas;
• Outras doenças neurológicas.

No caso do atendimento a adultos, a neuropsicologia pode ser útil quando identifica alterações cognitivas advindas de lesões específicas no sistema nervoso central e as suas implicações funcionais:

• Queixas de memória e linguagem;
• Suspeita de deficiência intelectual;
• Transtornos ou dificuldades de aprendizagem;
• Distúrbio de leitura e escrita (Dislexia);
• Dificuldades na linguagem, percepção visual, funções executivas e de humor;
• Déficits ou alterações cognitivas de atenção, planejamento ou raciocínio em decorrência de TCE, AVC, epilepsia, tumor cerebral e outros;
• Alterações metabólicas ou hormonais;
• Comprometimento cognitivo leve;
• Alterações comportamentais e/ou psiquiátricas;
• Transição do envelhecimento saudável para quadros demenciais como Alzheimer, Vascular e Parkinson;
• Distúrbio do Raciocínio Matemático (Discalculia);
• Transtorno Invasivo do Desenvolvimento, como Autismo, Asperger e Síndrome de Rett;
• Transtornos Psiquiátricos de ansiedade e personalidade;
• Outras doenças neurológicas.

Também podem-se investigar casos de epilepsias, depressão, transtornos do desenvolvimento, déficit associado ao uso de drogas, entre outras doenças neurodegenerativas, que podem estar presentes em todas as faixas etárias. 


Soyane Marcato
Neuropsicóloga - CRP 08/19884
Rua Antônio Ostrenski, 3818 Zona I, Umuarama - (44) 99919-7728
Facebook | Instagram | WhatsApp (clique aqui) 


Qual sua especialidade?
Publique seu conteúdo aqui na editoria Papo de Especialista do Portal da Cidade.
Ligue (44) 3056-5231 ou fale conosco pelo WhatsApp (44) 99910-0138

Fonte:

Deixe seu comentário