Portal da Cidade Umuarama

Pente fino

Ação envolve várias forças no combate à dengue na Praça dos Xetá, em Umuarama

Região concentra o maior número de casos da doença: 38, entre os 200 confirmados pelos laboratórios de referência

Postado em 04/07/2019 às 17:49 |

A proposta foi realizar um ‘pente-fino’ visitando todos os 1.927 imóveis da área para orientação dos moradores e eliminação de focos do mosquito (Foto: Tiago Boeing)

A Secretaria de Saúde de Umuarama realizou nesta quinta-feira (04) uma grande ação de combate à dengue na região da Praça dos Xetá e Zona 7 (Posto de Saúde Central), que concentra o maior número de casos da doença (38, entre os 200 confirmados pelos laboratórios de referência). Os agentes de combate a endemias (ACE) tiveram o reforço de atiradores do Tiro de Guera 05.012, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e voluntários do Comitê de Combate à Dengue.

A proposta foi realizar um ‘pente-fino’ visitando todos os 1.927 imóveis da área para orientação dos moradores e eliminação de focos do mosquito. “Este é a primeira de uma série de ações que realizaremos numa ofensiva contra a dengue. Além dos 200 casos oficiais, temos informação de mais 163 registrados em laboratórios particulares – o que colocaria Umuarama em situação de epidemia. Os casos aumentaram num período incomum, foram do ano epidemiológico, por isso vamos realizar ações em todos os bairros com infestação do mosquito e registro de casos”, disse a secretária municipal da Saúde, Cecília Cividini.

A ação foi conduzida pela chefe da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), Maristela de Azevedo Ribeiro, e pelo coordenador da Vigilância Ambiental, Carlos Roberto da Silva, e contou com cerca de 80 integrantes. “As visitas serão realizadas durante todo o dia e também temos diversas ações educativas em escolas, associações e entidades, que já orientaram mais de 5 mil pessoas apenas neste ano”, informou Maristela. “Temos feito tudo que é possível, atacando em todas as frentes, mas precisamos do apoio da população cuidando bem do seu quintal, para vencer este desafio”, pontuou.

As equipes realizaram ações de bloqueio, vistoria e orientação aos moradores para evitar os ambientes propícios ao mosquito, que se reproduz mesmo no inverno. “É importante lembrar que os agentes não aplicam multas, eles apenas coletam larvas e encaminham para análise em laboratório. O comitê da dengue é que determina a necessidade de medidas administrativas em caso de locais com infestação”, lembrou Carlos Roberto.

Fonte:

Deixe seu comentário