Portal da Cidade Umuarama

Educação

Qualidade do ensino leva alunos do Pedro II para as melhores universidades

A partir da disciplina com o propósito de ensino do colégio fica fácil perceber porquê seus alunos se destacaram nos últimos vestibulares

Postado em 22/01/2020 às 10:28 |

Políticas de acompanhamento pedagógico e a ajuda extra dos professores resultam em conquistas para alunos (Foto: Portal da Cidade Umuarama/Rudson de Souza)

Do lado de fora pátios limpos demonstram a organização da instituição de ensino, dentro, em salas de aulas, alunos compenetrados na explicação do educador buscam com a ajuda do silêncio as soluções para frações matemáticas. O ambiente é tipicamente de uma escola pública, porém, o que as paredes rodeadas por pinturas dos alunos não mostram é a manutenção de um padrão pedagógico de sucesso.

A partir do cuidado, dedicação e disciplina com o propósito de ensino do Colégio Estadual Pedro II, de Umuarama, fica fácil perceber porque seus alunos se destacaram nos últimos vestibulares de universidades estaduais, institutos federais e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), alcançando cursos de Medicina, Engenharia, entre outros. Com nota 920 na redação do Enem e vaga no curso de Odontologia da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Giovanna Ramalho, de 19 anos, é o resultado da construção educacional do Colégio Estadual Pedro II.

Proposta pedagógica

“Ao longo de seus 40 anos, o colégio criou propostas pedagógicas e métodos de trabalho que atende o propósito que a sociedade exige: que é o de educar. Aqui é feito um trabalho ‘fora de série’, que afasta boatos ruins sobre a escola pública. O Colégio Estadual Pedro II está entre os melhores colégios, e isso leva a excelência que faz, por exemplo, cursinhos e universidades a cooptar nossos alunos com bolsas de estudos”, destaca o diretor auxiliar Cleverson Eduardo Zanquetti.

Proposta pedagógica e dedicação dos professores são pontos que elevam o trabalho educacional do Colégio Estadual Pedro II

O primeiro lugar em Ciências Biológicas no Instituto Federal do Paraná (IFPR), e a vaga no curso de Direito da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), credita as palavras da aluna Barbara Fugêncio Casarotti Torcheti, de 17 anos, quando ela fala sobre a sua experiência educacional. “O que eles fazem aqui é incrível, a atenção dos professores vai além da sala de aula com atividades extras e até explicações em grupos de mensagens”, revelou a estudante.

Preparação psicológica

Já para a estudante Lorena Eduarda Gobbi, de 18 anos, primeiro lugar em Química no IFPR, o diferencial do Colégio Estadual Pedro II é a preparação para a vida em sociedade. “O carinho e a atenção, além da preocupação com a parte humana, que é proporcionada pelos professores ajuda a superar a pressão em um momento em que nos decidimos por uma profissão”, pontua a jovem.

Entrada na universidade

Os 1200 alunos que ocupam 18 salas de aula também podem contar com outro caminho que o colégio acaba propondo com sua metodologia de ensino: a entrada precoce na universidade. Com as notas obtidas durante a vida estudantil, a aluna Lorena Souza Ramalho, de 17 anos, ganhou uma bolsa de estudos para cursar Pedagogia.

Lorena Eduarda Gobbi, Lorena Souza Ramalho; Giovanna Ramalho, Barbara Fugêncio Casarotti Torcheti e Natally Emanuelly dos Santos são alunas que se destacaram nos últimos vestibulares e no Enem

O bom desempenho dos alunos, que trouxe a posição de destaque ao colégio em Umuarama continua e terá papel fundamental para alunos como Natally Emanuelly dos Santos, de 17 anos, que após ser aprovada em Geografia na UEM se prepara para seu novo desafio: conquistar vaga em curso de Agronomia. “Com as políticas de acompanhamento pedagógico e a ajuda dos professores que não medem esforços para que esse trabalho continue, com toda certeza haverá a manutenção destes resultados”, conclui o diretor auxiliar.

Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Mais Lidas