Portal da Cidade Umuarama

Procon

Pesquisa mostra redução nos preços dos combustíveis; já o gás de cozinha aumento

A Agência Nacional do Petróleo indica que o botijão de 13 quilos do gás vendido em Umuarama é hoje o segundo mais caro do Paraná

Postado em 06/04/2020 às 09:36 |

Pesquisa de preço de combustíveis e do gás de cozinha foi divulgada nesta sexta-feira (03) (Foto: Portal da Cidade Umuarama)

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Municipal – divulgou, nesta sexta-feira (03), pesquisa de preço de combustíveis e do gás de cozinha, o GLP (botijão de 13 quilos). Apesar de não refletir a proporção anunciada pelas refinarias, os preços da gasolina, do álcool e diesel apresentaram redução significativa em comparação com a pesquisa anterior.

A gasolina comum está 8,5% mais barata, já a aditivada recuou 8,2%. O etanol registrou a maior queda de preço (-14,2%) e o óleo diesel baixou 9,1% (a redução foi de 10,2% no diesel S10). “Verificamos redução percentual compatível com os valores encontrados em outras cidades da região, no comparativo com o último levantamento. Esperamos que, na medida que os estoque antigos sejam renovados, os preços baixem ainda mais”, avaliou o coordenador do Procon, secretário João Paulo Souza Oliveira.

Com relação ao gás de cozinha, a baixa acumulada no ano de 21% – anunciada pela Petrobras – não chegou ao consumidor em Umuarama. O preço médio teve ligeira alta em torno de 1%. O Procon instaurou 16 processos administrativos para apuração os motivos. “Concederemos o prazo legal de dez dias para que os empresários do setor justifiquem a manutenção do preço no atual patamar, devendo apresentar documentos que apoiem as alegações”, explicou. As revendedoras serão notificadas a partir desta segunda-feira (06).

A ANP (Agência Nacional do Petróleo) indica que o botijão de 13 quilos do gás vendido em Umuarama é hoje o segundo mais caro do Paraná. “A semelhança nos preços praticados pelas distribuidoras também foi notada mais uma vez. Nos últimos seis meses, a diferença de preço entre os fornecedores não passou de R$ 5,00”, relatou João Paulo. 

O Procon já havia notificado a ANP sobre a prática e em resposta a agência informou monitorar o setor em Umuarama, para apurar possível prática de combinação de preços.

Clique nos links abaixo para download das tabelas da pesquisa do Procon:

Combustíveis

Gás de cozinha

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas