Portal da Cidade Umuarama

Golpe financeiro

Grupo desarticulado pela PF prometia lucros de até 6,4% ao mês aos investidores

O grupo criminoso era liderado por uma umuaramense e fez vítimas nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro

Publicado em 28/07/2022 às 09:56
Atualizado em

A Polícia Federal cumpre mandados nas duas unidades da Sentinel Bank, em Umuarama (Foto: Portal da Cidade Umuarama/Eduardo Sebim)

A Polícia e Receita Federal cumprem desde as primeiras horas desta quinta-feira (28) mandados de busca e apreensão em Umuarama contra um grupo criminoso que teria arrecadado mais de R$ 200 milhões em golpes do falso investimento na bolsa de valores. Os criminosos se apresentavam como “Traders” e captavam as economias das vítimas para realizarem práticas conhecidas como Pirâmide Financeira. O grupo prometia aos investidores lucros de até 6,4% ao mês.

A líder do esquema criminoso residia em Umuarama. Segundo a investigação, ela passou a dissimular o objeto fictício das empresas, tendo apresentado aos clientes, ora vítimas, a alegação de que iria migrar de “operações em bolsa de valores” para criação um “banco digital” e que deste novo empreendimento conseguiria honrar os contratos de pagamentos dos valores.

Duas filiais de um “banco digital” foram abertas em Umuarama. Ambas na região central, localizadas na avenida Presidente Castelo Branco e na rua Doutor Camargo. Os agentes cumprem mandados nas duas unidades da Sentinel Bank.

De acordo com a PF, a organização operava também nos estados de Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro. Os investimentos mínimos feitos eram de R$ 1 mil. Porém, há vítimas que investiram mais de R$ 1 milhão. A investigação segue em andamento e é feita em conjunto entre a Polícia Federal de Guaíra e o Núcleo de Pesquisa e Investigação da Receita Federal do Brasil. 

Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário