Portal da Cidade Umuarama

Mais protestos

Petroleiros também param por 72h e preparam protestos

A informação foi confirmada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados

Postado em 27/05/2018 às 09:05 | Atualizado hoje às 11:38

De acordo com a nota, a paralisação é uma forma de pedir para baixar os preços do gás de cozinha e dos combustíveis (Foto: Divulgação)

Na noite deste sábado (26), os petroleiros decidiram aderir à paralisação feita pelos caminhoneiros e a categoria vai parar por 72 horas a partir da 0h da próxima quarta-feira (30). A informação foi confirmada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos filiados.

De acordo com a nota, a paralisação é uma forma de pedir para baixar os preços do gás de cozinha e dos combustíveis; além da posição contrária contra a privatização da empresa e pela saída imediata do presidente Pedro Parente da Petrobras.

Já neste domingo (27), os petroleiros farão novos atrasos e cortes de rendição nas quatro refinarias e fábricas de fertilizantes que estão em processo de venda: Rlam (BA), Abreu e Lima (PE), Repar (PR), Refap (RS), Araucária Nitrogenados (PR) e Fafen Bahia.

Na segunda-feira (28) a FUP e seus sindicatos realizarão um Dia Nacional de Luta, com atos públicos e mobilizações em todo o Sistema Petrobras.

De acordo com a Federação, em 2017, o Brasil foi inundado com mais de 200 milhões de barris de combustíveis importados, enquanto as refinarias, por deliberação do Governo, estão operando com menos de 70% de sua capacidade.

Fonte: Portal da Cidade Umuarama

Deixe seu comentário