Portal da Cidade Umuarama

TCE-PR

Fraude em auxílio de R$ 600 envolve 47 servidores municipais de Umuarama

Servidores municipais de prefeituras da região de Umuarama também receberam o auxílio emergencial. Confira a lista na reportagem

Postado em 29/05/2020 às 10:36 |

Não está afastada a possibilidade de que os servidores supostamente beneficiados possam ter sido vítimas de fraude (Foto: Portal da Cidade Umuarama)

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) e a Controladoria-Geral da União (CGU) identificaram, por meio do cruzamento de dados, que 10.648 servidores, de 388 prefeituras do Paraná, podem ter recebido o auxílio emergencial do Governo Federal, num montante de R$ 7.319.400,00.

Pelo decreto, os agentes públicos, incluindo os ocupantes de cargo temporário, função de confiança, cargo em comissão e os titulares de mandato eletivo, não possuem direito ao benefício. Não está afastada a possibilidade de que os servidores supostamente beneficiados possam ter sido vítimas de fraude, o que será investigado em âmbito federal.

Somente 11 prefeituras paranaenses não tiveram registro de servidores envolvidos com o recebimento do auxílio emergencial e, infelizmente, a de Umuarama não está entre elas. Conforme os dados da investigação, 47 servidores municipais da Capital da Amizade receberam o benefício, totalizando R$ 30 mil com a somatória de auxílios duplicados destinados a famílias com mãe solo e com filhos menores de 18 anos.

Em comunicado enviado aos prefeitos, o TCE-PR lembra que os agentes públicos que omitiram essa informação para receber indevidamente o benefício cometeram os crimes de estelionato e falsidade ideológica - já que ao fazer o cadastro, o interessado tinha que declarar que não possuía vínculo de trabalho com órgão público. O Tribunal também alerta que cada município deve analisar as possíveis infrações disciplinares cometidas por seus servidores neste caso.

Para contribuir com o ressarcimento ao cofre federal, o TCE-PR indica em comunicado aos prefeitos o canal eletrônico criado pelo Ministério da Cidadania para a devolução de valores recebidos indevidamente.

Em âmbito nacional, a CGU está apurando casos de recebimento indevido do auxílio emergencial, que beneficiou 54 milhões de brasileiros, com custo de R$ 152,6 bilhões até agora.

Denúncias sobre o uso indevido do programa podem ser feitos à Ouvidoria da CGU. No sistema de consulta do auxílio emergencial o cidadão pode verificar se o seu CPF foi utilizado indevidamente para o recebimento do benefício.

Clicando aqui você pode conferir em quais prefeituras da região de Umuarama foram identificados servidores municipais que receberam o auxílio emergencial do Governo Federal.

O que diz a prefeitura de Umuarama

A Prefeitura de Umuarama está apurando os nomes de servidores municipais que teriam recebido o auxílio emergencial do Governo Federal para os trabalhadores que ficaram sem renda por conta da pandemia da covid-19. A Secretaria Municipal de Administração adotará as medidas cabíveis assim que for comprovado quais servidores se beneficiaram do programa federal.

Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Mais Lidas