Portal da Cidade Umuarama

Luto

Morre umuaramense estrela de campanha de apoio a hospital do câncer

Ana Carolina Scapolan, de apenas 7 anos, lutava contra a leucemia linfoide aguda, que é uma neoplasia maligna

Postado em 07/05/2019 às 11:46 |

Ana Carolina Scapolan, de apenas 7 anos, tinha um sorriso fácil que encantava equipe médica do Hospital do Câncer de Londrina (Foto: Mykaella Carbonera)

Na noite desta segunda-feira (06), a umuaramense Ana Carolina Scapolan, de apenas 7 anos, perdeu a luta contra o câncer, mas deixou uma bela mensagem de solidariedade ao participar de campanha que incentivava a doação de medula óssea e de apoio ao Hospital do Câncer de Londrina, onde era realizado o seu tratamento.

Ana Carolina sofria de leucemia linfoide aguda (LLA), que é uma neoplasia maligna originária de células sanguíneas chamadas linfócitos. A doença é mais comum em crianças, correspondendo a 30% das neoplasias infantis.  A doença foi descoberta no início de dezembro do último ano. Desde então a luta contra a doença foi iniciada no Hospital do Câncer de Londrina.

“Toda semana íamos para lá [Londrina] realizar o tratamento, às vezes ela ficava um fim de semana se recuperando da quimioterapia”, disse Camila Scapolan, de 31 anos, mãe de Ana Carolina, em entrevista ao Portal da Cidade Umuarama. Ela também revelou que a filha estava internada há 19 dias. E, apesar do momento difícil, ela fez questão de enaltecer a importância de ser um doador de medula óssea. “As pessoas acham que é algo de outro mundo, que é difícil, mas não é. Basta doar sangue e se cadastrar como doador”, destacou.

Além de enaltecer a importância de ser doador de medula óssea por intermédio do uso de sua imagem em redes sociais, Ana Carolina foi escolhida para ser a garota propaganda de campanha de apadrinhamento do Hospital de Câncer de Londrina. Sua foto circulou por toda a cidade em cartazes afixados nos ônibus. A imagem utilizada é oriunda do projeto social Fotografia do Bem, da fotógrafa Mykaella Carbonera, onde crianças especiais são retratadas em momentos alegres. “O pessoal do hospital gosta muito dela e quem a conhece pessoalmente, logo entende por que: é uma menina muito sorridente e querida. Difícil é fazer ela parar de rir!”, disse a profissional na época do ensaio.

“Catutita”

Em seu perfil em rede social, a mãe de Ana Carolina se despediu da filha de forma carinhosa e emocionante: “E assim foi feita a vontade de Deus, e você meu amor parou de sofrer, não sente mais dor, meu coração está em pedaços, não tenho palavra para expressar o que estou sentindo, a única coisa que sei, é que você vai sempre ser minha princesa, meu anjinho, minha ‘Catutita’, e vou te amar para o resto da minha vida e o meu amor vai ser sempre do tamanho do céu do tamanho do infinito. Minha princesinha linda, quanta falta suas gargalhadas vão fazer”.

O velório de Ana Carolina terá início após as 13h30, desta terça-feira (07), na Capela da Umuprev, em Umuarama. A data do sepultamento ainda não foi determinada pela família.

Conheça os passos, de acordo com o Ministério da Saúde, para se tornar um doador de medula óssea clicando aqui.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas