Portal da Cidade Umuarama

NEGLICÊNCIA

Médico de Guaíra, conhecido como 'Dr. Faz-Tudo', é acusado de erros médicos

Mais de trinta pacientes acusam o médico de irregularidades; ele ainda é acusado da morte de três pacientes decorrentes de complicações cirúrgicas

Postado em 21/01/2019 às 09:55 |

Dr. Paulo Marcelino Andreoli Gonçalves, conhecido como 'Dr. Faz-Tudo' (Foto: Reprodução Fantástico/ Rede Globo)

Pelo menos 33 pessoas moradoras de Guaíra dizem que tiveram complicações graves após cirurgias realizadas em um hospital do município. Os procedimentos foram realizados no Hospital Beneficente AssisteGuaíra, conveniado ao SUS (Sistema Único de Saúde). No ano passado três delas morreram, todas pacientes do Dr. Paulo Marcelino Andreoli Gonçalves, o ‘Doutor Faz Tudo’.

Segundo a reportagem do Fantástico, o médico foi nomeado diretor clínico quando sua esposa foi contratada para administrar o quadro de funcionários. Desde então, ele foi responsável por mais de 90% das cirurgias do hospital, mesmo sem a especialidade de cirurgião. 

Uma das pacientes contou que denunciou o médico à polícia. Segundo ela, já na mesa de cirurgia, Dr. Paulo viu que não havia bisturi esterilizado e deixou o procedimento para o dia seguinte. 

Outra paciente relatou que a irmã deu entrada grávida e não voltou mais para casa. “Ela fez cesárea e laqueadura e quando deu por volta das 14h, começou a sentir muita dor, e a gente não sabia até então o que era. Ela foi levada pelo Samu para outra cidade, mas não resistiu, deixou cinco filhos pequenos”, conta Claudineia da Silva. 

Segundo o diretor do Consamu, Rodrigo Nicácio: “a paciente teve uma hemorragia interna grave, que foi tardiamente diagnosticada, o que levou ao óbito”. 

Sobre estar preocupado com mais de 30 pessoas que o denunciaram, além das mortes da quais é acusado, Dr. Paulo disse não ter conhecimento. Sobre o apelido de ‘Dr. Faz Tudo’, disse que faz tudo o que lhe compete e o que a consciência manda para o bem do paciente. 

Por meio de nota, o Hospital AssisteGuaíra nega as irregularidades. O Conselho Regional de Medicina do Paraná disse que está apurando as denúncias. 

O prefeito do município, Heraldo Trento, conta que tudo ocorreu dentro da normalidade quando foi paciente do médico. Ao ser questionado se aceitaria ser operado pelo Dr. Paulo, ele disse que não saberia, mas acha que não. 

Na última sexta-feira, a prefeitura de Guaíra pediu ao Hospital AssisteGuaíra o afastamento imediato do Dr. Paulo Golçalves, além de esclarecimentos sobre as denúncias recebidas.


Fonte:

Deixe seu comentário