Portal da Cidade Umuarama

Venceu o coronavírus

Empresário de Umuarama que contraiu covid desabafa: “se cuidem, a coisa é séria”

Ueslei Dias Rampani, de 41 anos, relatou seus dias de luta contra a doença, deixando claro que ela é grave

Postado em 21/06/2021 às 15:15 |

Ueslei Dias Rampani, de 41 anos, já se recupera em casa, onde realiza sessões de fisioterapia (Foto: Colaboração ao Portal da Cidade Umuarama)

A infecção por covid-19, confirmada no dia 26 de maio, levou o empresário umuaramense Ueslei Dias Rampani, de 41 anos, a sua experiência de vida mais difícil. Internado no Hospital Cemil quatro dias depois do diagnóstico, Rampani enfrentou a angustiante falta de ar provocada pelo novo coronavírus, mesmo estando no alto fluxo de oxigênio, e temeu por sua vida quando ficou com 70% do pulmão comprometido. De volta para casa, na última sexta-feira (18), o empresário concedeu uma entrevista on-line para o Portal da Cidade Umuarama, em que ele destaca a gravidade da doença, agradece as orações e, principalmente, os enfermeiros e técnicos de enfermagem.

O empresário já havia se deparado com a doença ao ver sua esposa e duas filhas contaminadas, mas como elas não apresentaram sintomas, ele acreditou que também poderia ser assintomático. Porém, tudo mudou após um encontro de trabalho. “Acredito que contrai a covid-19 durante uma viagem de negócios que fiz em Maringá, apesar de tomar todas as medidas para evitar o contágio”, revela o empresário.

Sem vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o empresário teve que recorrer a um leito particular e com alto fluxo de oxigênio, que nos cinco dias de maior intensidade da doença não afastaram a angustiando falta de ar. 

 

Ueslei Dias Rampani / Empresário / Umuarama

Agradecimento

"Na hora que você está no alto fluxo de oxigênio, no máximo, e mesmo assim pede para aumentar, e não tem como aumentar, o alívio vem somente das técnicas de enfermagem, que estão dispostas a pegar na sua mão e te trazer uma palavra de consolo"

Ueslei Dias Rampani / Empresário / Umuarama

As consequências da covid-19 ao organismo podem variar de um quadro leve ou assintomático a até um grave impacto da infecção em diversos órgãos e sistemas, comprometendo suas funções, o que pode levar à morte. “Eu sempre achei que não pagaria ou que eu era assintomático. A covid-19 é uma doença muito difícil, é traiçoeira temos que agir rápido! Com certeza tive muito medo de morrer!”, confessa o empresário.

Após vinte dias internado, agora em casa ele analisa as lições que a experiência trouxe e foca em sua recuperação. “Foram muitos os aprendizados, e os mais importantes são a valorização da família e amigos e a diminuição do ritmo de trabalho”, diz sem dúvidas.

O longo período no leito hospitalar gerado pelo novo coronavírus provoca a perda de força muscular, alterações da sensibilidade e da força motora por disfunção dos nervos, por isso, Rampani se dedica a sua recuperação física que é feita com muita fisioterapia. Mas, isso não o impediu de gravar dois vídeos, que o Portal da Cidade Umuarama reproduz abaixo, com alerta sobre a doença e agradecimentos aos profissionais da saúde que enfrentam a doença.


Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias

data-matched-content-ui-type="image_stacked" data-matched-content-rows-num="2" data-matched-content-columns-num="3">

Mais Lidas