Portal da Cidade Umuarama

Bravura

Por telefone, sargento da PM salva vida de criança engasgada em Campo Mourão

Policial ficou por cerca de 10 minutos com a mãe no telefone, conseguindo reverter o quadro da criança

Postado em 27/04/2019 às 19:42 |

“Se não fosse a ajuda da Polícia Militar eu não sei o que poderia ter acontecido com minha filha”, agradeceu a mãe (Foto: Tribuna do Interior)

Um ato de bravura e amor pelo próximo marcou o setor policial nessa sexta-feira (27) em Campo Mourão. Um policial militar ajudou a salvar por telefone a vida de uma criança de 10 anos engasgada após a mãe, moradora da rua Gilberto Gonçalves Alçafrão, no jardim Modelo, ligar para o número de emergência 190 pedindo ajuda. O caso foi registrado logo no início da noite. 

O sargento Elias Ferreira de Castro, que atendeu a ligação, imediatamente começou a passar orientações para ajudar a desengasgar a criança, enquanto o socorro do Corpo de Bombeiros era acionado. A mãe, identificada como Débora Regina Alves (idade não fornecida), informou à reportagem que a filha, a pequena Bruna Alves Pereira, 10 anos, se engasgou comendo uma goiaba. A criança estava já sem ar, correndo risco de vida, no momento em que ela ligou à polícia pelo número 190 para pedir ajuda. 

A reportagem apurou que o sargento Castro ficou por cerca de 10 minutos com a mãe no telefone, conseguindo reverter o quadro da criança. Em seguida o Corpo de Bombeiros chegou à residência, encaminhado Bruna ao Hospital Santa Casa para avaliação médica. “Ela comia uma goiaba e de repente me chamou dizendo que tinha se engasgado. Eu e meu marido tentamos desafogar ela, mas não conseguimos. Foi neste momento que liguei para o 190, de tão nervosa eu nem lembrava o número do Samu”, falou a mãe, ao agradecer o policial por salvar a vida de sua filha. 

“Se não fosse a ajuda da Polícia Militar eu não sei o que poderia ter acontecido com minha filha”, agradeceu Débora. Uma viatura da PM também foi ao local para acompanhar a situação. “Chegaram muito rápido me ajudaram inclusive acionando o socorro”, relatou. 

Após o susto, já recuperada, a pequena Bruna também falou com a reportagem sobre a situação. Ela disse que ‘se pudesse’, gostaria de agradecer pessoalmente o sargento Castro. “Queria agradecer ele por ter me salvado. Eu estava muito mal e minha mãe estava muito nervosa”, resumiu Bruna.

Fonte:

Deixe seu comentário