Portal da Cidade Umuarama

Moradia

Obras de casas para famílias em vulnerabilidade chega a 70% em Cafezal do Sul

Construção envolve 10 novas moradias destinadas a famílias em situação de vulnerabilidade no distrito de Jangada

Postado em 30/07/2021 às 05:55

Unidades serão totalmente subsidiadas pelo Governo do Estado com recursos obtidos via financiamento junto ao BID (Foto: AEN)

Dez famílias que vivem em condições precárias no distrito de Jangada, em Cafezal do Sul, receberão em breve as chaves de novas moradias. Nesta sexta-feira (30), técnicos da Cohapar vistoriaram a obra, que está com 70% do cronograma concluído e envolve investimentos de R$ 875 mil do Governo do Estado.

Os recursos serão utilizados para subsidiar integralmente o valor dos imóveis aos futuros moradores, que foram selecionados pelas equipes de assistência social do município e da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf). O montante foi obtido por meio de um financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

De acordo com o chefe do escritório regional da Cohapar Raimundo Andrade, a previsão é que as moradias sejam entregues em outubro. “A construtora está concluindo a fiação elétrica, esquadrias e piso cerâmico. Os próximos passos da obra são a colocação das portas internas, pintura e a parte de infraestrutura, como a pavimentação”, informa.

Segundo a secretária de Assistencial Social de Cafezal do Sul, Maria Aparecida Diniz, o projeto vai atender as famílias mais necessitadas do município. “São pessoas que realmente precisam, famílias que têm muitas crianças e que dormem todas em um mesmo quarto, idosos que moram em casas cedidas e pessoas que pagam aluguel em casas muito precárias”, afirma.

Qualidade

As obras são executadas pela construtora Implantec, contratada via licitação pela Cohapar pelo critério de menor preço. O projeto construtivo foi elaborado pela companhia, que também é responsável pela fiscalização da obra para garantir a qualidade dos imóveis.

As unidades habitacionais são compostas por sala, dois quartos, cozinha, banheiro e área de serviço externa, com modelos de 32 metros quadrados e unidades de 49 metros quadrados adaptadas para pessoas com deficiência, conforme cota prevista na legislação do programa Casa Fácil Paraná.

Contrapartida

À administração municipal, coube a doação da área para a construção dos imóveis, obras de terraplanagem, triagem e o acompanhamento social das famílias beneficiadas. A atuação do Governo do Estado envolve também a participação da Copel e Sanepar para a instalação subsidiada dos padrões de energia elétrica e fornecimento dos materiais das redes de água e esgoto.

Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas