Portal da Cidade Umuarama

Luto

Morre mulher que mobilizou cidades em busca de doações de sangue

Alessandra Faiolla estava grávida de gêmeos e após uma crise de hipertensão teve que passar por uma cesárea de urgência em Umuarama

Postado em 09/09/2019 às 09:00 |

A engenheira civil Alessandra Faiolla, de 41 anos, teve a sua morte cerebral confirmada no sábado (7) (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Faleceu no sábado (7) a engenheira civil Alessandra Faiolla, de 41 anos. Ela estava internada desde quarta-feira (4) na UTI do Hospital Norospar, em Umuarama. Grávida de gêmeos, a servidora da Prefeitura Municipal de Tapira, teve uma crise de hipertensão na madrugada do dia do internamento. Atendida inicialmente em sua cidade, ela foi transferida para a Capital da Amizade, onde teve que passar por uma cesárea de urgência.

Necessitando de transfusão de sangue, a engenheira civil mobilizou moradores das duas cidades, que por meio das redes sociais solicitaram doadores para repor o estoque do Hemonúcleo de Umuarama. “Ela queria muito ser mãe e por isso fez uma inseminação artificial, estava grávida de gêmeos e infelizmente umas das crianças faleceu após o nascimento”, disse Edner João Peres da Silva, amigo de trabalho da engenheira civil.

De acordo com a Prefeitura Municipal de Tapira, Alessandra teve um acidente vascular cerebral e no sábado a sua morte cerebral foi confirmada. O seu corpo foi velado e sepultado em Astorga, cidade onde residem os familiares. Ela deixa o marido e o filho, que ainda continua internado em Umuarama. Principalmente os servidores públicos lamentaram a morte da engenheira civil, que desde 2001 trabalhava na prefeitura.

Fonte:

Deixe seu comentário