Portal da Cidade Umuarama

Obras

Melhorias da Rodovia PR-218 vão passar por sete cidades do Noroeste

Programa de conservação de pavimentos vai atender quase 120 quilômetros da rodovia

Postado em 25/07/2019 às 11:08 |

A PR-218 é um corredor para transporte de carga dos municípios ao oeste de Paranavaí e também do Mato Grosso do Sul (Foto: AEN)

A PR-218, no trecho entre Planaltina do Paraná e Santa Isabel do Ivaí, ambas no Noroeste, está passando por serviços de remendo superficial e profundo. Isso inclui a fresagem, que é a retirada da camada superior do pavimento, aplicação de emulsão asfáltica, e aplicação de concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ) seguido pela compactação desse material, resultando em uma pista plana, sem deformações e sem buracos. As atividades neste trecho devem ser concluídas no final de agosto.

O trecho é contemplado pelo lote 13 do programa de Conservação de Pavimentos (COP) do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), do Governo do Estado. Esses serviços serão aplicados em outros trechos da mesma rodovia: partindo do entroncamento com a PR-561 em Paranavaí e passando pelos municípios de Amaporã, Planaltina do Paraná e Santa Isabel do Ivaí; e partindo de Loanda e passando por Santa Cruz de Monte Castelo e Querência do Norte, beneficiando diretamente os mais de 150 mil habitantes das sete cidades.

Serão 119,54 quilômetros atendidos somente desta rodovia, neste contrato. “A PR-218 é um corredor para transporte de carga dos municípios ao oeste de Paranavaí e também do Mato Grosso do Sul. A produção agrícola da região sai ganhando muito com essas melhorias na rodovia, o que beneficia toda a população local”, afirma o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

O lote 13 do programa COP vai atender 366,34 quilômetros de pistas, que incluem 12 rodovias estaduais do Paraná e representa um investimento de R$ 24 milhões. “O DER conta com equipes trabalhando em rodovias de todas as regiões do Paraná, realizando serviços de conservação e recuperação de pavimento, manutenção da faixa de domínio dessas vias, além da realização de obras pontuais”, explica o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná, João Alfredo Zampieri.

Além dos remendos superficiais e profundos, este contrato do COP também inclui revestimento asfáltico em CBUQ e microrrevestimento asfáltico a frio, além de manutenção da sinalização horizontal. Ao concluir os serviços, as equipes se deslocam para outros trechos, seguindo cronograma de trabalho já definido.

Fonte:

Deixe seu comentário