Portal da Cidade Umuarama

Na região

Fiscalização do IAP culmina na apreensão de 34 aves vítimas de maus-tratos

A fiscalização atingiu criadores regularizados e clandestinos de seis municípios da região de Umuarama

Postado em 21/05/2019 às 15:13 |

Muitas aves estavam com anilhas rompidas – mecanismo serve para controle de criadores de aves exóticas e silvestres (Foto: Portal da Cidade Umuarama)

A partir de uma ação de fiscalização de rotina, agentes fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), regional de Umuarama, apreenderam 34 aves vítimas principalmente de maus-tratos. Já outras estavam com anilhas rompidas. O mecanismo serve para controle de criadores de aves exóticas e silvestres. 

De acordo com o agente fiscal, Vilson Simplício dos Santos, a fiscalização durou cerca de uma semana e foram alvos criadores regulares e clandestinos localizados em Altônia, Cruzeiro do Oeste, Mariluz, Nova Olímpia, Pérola e Xambrê. Entre as espécies apreendidas estão: canários-da-terra, curiós, maracanãs, maritacas, melros-pretos, papagaios, pássaros-pretos e periquitos.

“Criador sem anilha foi autuado em R$ 500 por espécie e no caso do curió, ave ameaçada de extinção, o valor é de R$ 5 mil por ave. Para a constatação de mutilação, a autuação é de R$ 3 mil, também por cada animal”, informou o agente fiscal, deixando claro que a autuação pode ser acumulativa de acordo com transgressão ambiental.

O chefe-regional do IAP, Felipe Furquim de Oliveira, destaca que ações fiscalizatórias idênticas a que resultou na apreensão das aves devem ser constantes. Ele revelou que, no caso das 34 aves apreendidas, elas serão avaliadas por médico veterinário e as que tiverem condições serão soltas após recuperação. O restante será destinado à guarda de criadores licenciados/credenciados junto ao IAP. 


Fonte:

Deixe seu comentário