Portal da Cidade Umuarama

Júri

Irmão de Thaysa Vilas Boas é condenado a 16 anos de prisão

Jovem poderá responder em regime semiaberto após cumprido 4 anos da pena

Postado em 08/06/2018 às 12:06 | Atualizado em 09/06/2018 às 08:34

Thaysa Vilas Boas vive em estado vegetativo na casa da família em Tapejara, onde ocorreu o crime (Foto: Reprodução/Facebook)

Em um julgamento que durou o dia todo e parte da noite desta sexta-feira (8), em Cruzeiro do Oeste, Danilo Emanuel Vilas Boas, de 27 anos, foi condenado a 16 anos e 7 meses de prisão em regime fechado por atentado contra a própria irmã, a jovem Thaysa Vilas Boas, de 25 anos. O jovem poderá responder em regime semiaberto após cumprido 4 anos da pena divulgada por volta das 21h.

Thaysa foi atingida na cabeça por um tiro disparado pelo irmão, que alegou não ter a intenção de atingir a irmã, mas sim o seu companheiro, com quem tem desavenças. A jovem, que estava grávida de 7 meses na época do crime e passou por uma cesárea de emergência, vive em estado vegetativo. O bebê morreu.

Relembre o caso

Thaysa foi baleada na cabeça no dia 11 de julho de 2016, por volta das 12h40, dentro de casa. Ela foi socorrida e levada o pronto-atendimento de Tapejara, onde mora, e depois transferida para um hospital em Umuarama. Lá passou por um cesárea.

O bebê do sexo feminino nasceu com 2,415 quilos e morreu três dias depois em decorrência de uma parada cardíaca causada por um grave quadro de anoxia, gerado pela prematuridade e por dificuldades respiratórias.

Thaysa continuou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital até agosto e depois transferida para a enfermaria. Em setembro ela recebeu alta e retornou para casa, voltando mais uma vez a ser internada dias depois. Logo em seguida ela recebeu alta e voltou para casa, onde vive sob cuidados dos familiares.


Danilo Emanuel Vilas Boas, de 27 anos, foi condenado a 16 anos e 7 meses de prisão

Fonte: Portal da Cidade Umuarama

Deixe seu comentário