Portal da Cidade Umuarama

'Chupões'

Vereador é acusado de abuso contra adolescente de 17 anos em Francisco Alves

Político teria chupado várias vezes o pescoço da jovem e ameaçado ela com um revólver dentro de carro da prefeitura, segundo a polícia

Postado em 02/08/2019 às 11:49 |

Equipe policial fez buscas pela cidade com o propósito de localizar e prender o vereador, mas ele não foi localizado (Foto: Divulgação)

Um vereador de Francisco Alves (a 69 quilômetros de Umuarama) é acusado pela família de um adolescente de 17 anos de abuso sexual. O registro da ocorrência foi realizado pela Polícia Militar, na madrugada desta sexta-feira (02).

A polícia informou que foi chamada por funcionários do Pronto Atendimento depois que o médico de plantão atendeu uma jovem, acompanhada de sua mãe, e que apresentava hematomas no pescoço provocados por “chupões”.

Aos policiais, a jovem disse que os ferimentos foram provocados por um vereador, que é pai de seu filho de dois meses, fruto de um relacionamento extraconjugal. A Polícia Militar não informou, em nota à imprensa, o nome do político.

Ela disse que saiu com o vereador após ele solicitar um encontro que teria como propósito tratar de questões relacionadas à pensão alimentícia da criança. Em um carro da prefeitura, o vereador levou a jovem para o pátio de um posto de combustíveis.

Ainda conforma a Polícia Militar, logo após um breve diálogo o vereador começou a “chupar o pescoço” da adolescente sem o seu consentimento. Ela relatou que tentou fugir, mas foi ameaçada pelo vereador, que estava armado.

Ele chegou a tirar munições da arma para mostrar a vítima no intuito de provar que o revólver era verdadeiro, dizendo em seguida que se ela denunciasse o fato, “isso não iria ficar assim, e não iria ficar barato”. Ele também teria comentado que "não tem medo de polícia (...) aqui é bandido”.

A mulher só conseguiu ser levada para casa depois que sua mãe ligou e discutiu com o vereador, que durante a entrega da jovem em sua residência, ainda teria tentado atropelar alguns de seus familiares. Ainda no Pronto Socorro, a adolescente e sua mãe afirmaram para os policiais que constantemente são ameaçadas de morte pelo vereador, e que ele diz que “se ela [adolescente] arrumar outra pessoa, o mesmo vai matá-la”.

Após ouvir o relato de mãe e filha, a equipe policial fez buscas pela cidade com o propósito de localizar e prender o vereador, mas ele não foi localizado. O fato foi registrado e o Boletim de Ocorrência encaminhado para a 15ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Iporã, junto com laudo de leões corporais, que atesta a existência de hematomas no pescoço da adolescente. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Fonte:

Deixe seu comentário