Portal da Cidade Umuarama

OPERAÇÃO TEÇÁ

Umuarama é alvo de operação da Polícia Federal contra o contrabando de cigarros

Foram cumpridos 40 mandados de prisão e 33 mandados de busca e apreensão no município e em outras 9 cidades

Postado em 08/08/2019 às 14:38 |

130 policiais federais deram cumprimento aos mandados em Umuarama e nas demais cidades (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

A Polícia Federal deflagrou a Operação Teçá, para desarticular organizações criminosas especializadas em contrabando de cigarros de origem estrangeira, no Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Norte. O Exército Brasileiro e a Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal colaboram nas ações vinculadas à deflagração da Operação.

Cerca de 130 policiais federais deram cumprimento a cumpridas 73 ordens judiciais expedidas pela 1ª Vara Federal de Naviraí/MS. Foram 40 mandados de prisão preventiva e 33 mandados de busca e apreensão, nas cidades em Umuarama e nas cidades de Eldorado/MS, Mundo Novo/MS, Japorã/MS, Amambai/MS, Iguatemi/MS, São Gabriel do Oeste/MS, Rio Brilhante/MS, Maringá e Mossoró/RN.

De acordo com as investigações, as organizações criminosas possuem base territorial no Mato Grosso do Sul e articularam uma aprimorada rede para internação e transporte de cigarros estrangeiros no território nacional, os quais ingressam no Brasil pela região da fronteira com o Paraguai.

Foi apurado também que as organizações criminosas conseguiram cooptar um policial para auxiliar em suas atividades delituosas e possuíam significativa capacidade logística, a qual era utilizada principalmente para a introdução e o transporte de cigarros de origem estrangeira no Mato Grosso do Sul e Estados vizinhos com destino a outras localidades do País.

No curso da investigação, realizada entre os anos de 2018 e 2019, foram apreendidos pela Polícia Federal e outras forças, sempre em integração de esforços, 155 veículos utilizados para o transporte de cigarros de origem estrangeira, tendo sido presas 75 pessoas envolvidos em práticas ilícitas, capitaneadas pelas Organizações Criminosas hoje desarticuladas.


Fonte:

Deixe seu comentário