Portal da Cidade Umuarama

Com celular

Presos gravam vídeo com reclamações de dentro da cadeia de Alto Paraná

Os detentos falam que estão vivendo em situação precária e mostram um jovem deitado e tossindo com uma máscara, segundo eles por conta de tuberculose

Postado em 22/10/2019 às 10:05 |

Os detentos falam das condições da cela, da alimentação, da falta de atendimento médico e até da estrutura precária para um cadeirante (Foto: Reprodução/vídeo)

Presos da cadeia de Alto Paraná gravaram vídeos de dentro da cadeia fazendo reclamações. Em um dos vídeos, divulgados em aplicativos de mensagem, no final de semana, os detentos falam que estão vivendo em situação precária e mostram um rapaz deitado e tossindo com uma máscara, segundo eles por conta de tuberculose.

Os detentos ainda falam das condições da cela, da alimentação, da falta de atendimento médico e até da estrutura precária para um cadeirante que também está detido no local.

De acordo com o delegado, Dimitri Tostes, o homem que aparece nas filmagens tossindo é um dos que escapou na última fuga, ocorrida no último dia 11, quando 11 detentos fugiram. Ele se apresentou na delegacia na última sexta-feira (18), acompanhado de um advogado, segundo Tostes.

Com relação à presença de celular dentro da cela, o delegado informou que o aparelho já foi apreendido. “Nós recebemos esse vídeo e já localizamos o celular utilizado para as gravações”, explicou. Ainda segundo ele, o detendo que aparece tossindo já havia sido medicado.

No mês de abril outro vídeo foi gravado de dentro da cadeia pelos detentos, que faziam reivindicações e reclamações. Na ocasião, uma comissão de direitos humanos da OAB vistoriou o local, mas não encontrou irregularidades, além da situação de superlotação, que também é realidade em diversas cadeias públicas pelo Brasil. O local projetado para 18 detentos abriga 85.

Atualmente a cadeia de Alto Paraná está sob responsabilidade do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen). O Portal da Cidade Paranavaí tentou contato telefônico com o órgão, na tarde desta segunda-feira (21), para saber sobre o caso, mas ninguém atendeu as ligações.

 Com relação à presença de celular dentro da cela, delegado informou que o aparelho já foi apreendido

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas