Portal da Cidade Umuarama

Policial

Polícia Civil conclui inquérito sobre morte de idoso em Iporã; autor está preso

Ele foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil e por recurso que dificultou a defesa da vítima

Publicado em 13/05/2022 às 14:53
Atualizado em

A Polícia Civil de Iporã concluiu o inquérito que apura a morte do idoso Adão Guilhermino de Deus, de 66 anos (Foto: Portal da Cidade Umuarama/Eduardo Sebim)

A Polícia Civil de Iporã concluiu o inquérito que apura a morte do idoso Adão Guilhermino de Deus, de 66 anos, e indiciou um jovem de 21 anos por homicídio qualificado.

Na manhã do dia 30 de abril, um homem teria entrado na residência da vítima e desferido vários golpes com pedaço de madeira, e em sequência se evadido. A vítima deu entrada no hospital, mas morreu em decorrência das lesões.

Após o início das investigações, foi constatado que o autor do crime seria o jovem de 21 anos, conhecido da vítima. Segundo formalizado no Inquérito, o autor teria ido até a residência, e sem verbalizar, teria espancado a vítima com um pedaço de madeira, continuando as agressões com o idoso já caído ao chão. A causa constatada da morte foi por hemorragia interna.

Quanto à motivação do crime, uma testemunha afirmou que o autor teria dito que seria por um desentendimento entre seu padrasto e o idoso, no entanto, tal justificativa foi rechaçada pelo próprio padrasto do autor, que afirmou que ele e a vítima eram amigos e nunca tiveram qualquer problema. Dessa forma, acredita-se que a motivação tenha sido por alguma desavença anterior entre autor e vítima.

Diante dos fatos, foi solicitada a prisão preventiva do autor e prontamente atendida pela Justiça. No dia 7 de maio, o autor foi abordado pela PM em posse de uma faca e encaminhado à delegacia. Ele foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil e por recurso que dificultou a defesa da vítima, cuja pena varia de 12 a 30 anos de prisão.

Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias