Portal da Cidade Umuarama

Francisco Alves

Mulher acusada de decepar o pênis do irmão se apresenta à polícia

Segundo a polícia, a mulher cortou o pênis do irmão após ele confessar que abusou da própria sobrinha de 3 anos

Postado em 10/06/2019 às 15:54 |

Mulher se apresentou na Delegacia da Polícia de Francisco Alves na manhã desta segunda-feira (10) (Foto: Polícia Civil)

A mãe da criança de apenas 3 anos que teria sido abusada sexualmente no último final de semana em Francisco Alves, se apresentou na manhã desta segunda-feira (10) na Delegacia da Polícia Civil do município. A mulher é acusada de decepar o pênis do irmão de 13 anos, apontado por ela como autor da agressão sexual contra sua filha. A princípio, acreditou-se que a violência contra o adolescente teria sido praticada por uma tia.

Conforme a Polícia Civil, a agressão sexual foi notada pela mãe durante banho da menor, no sábado (08). A criança reclamou de dores na região genital e, de acordo com depoimento, a mãe notou lesões no local. Após a constatação, ela se dirigiu até a casa onde o irmão mora e, lá, em conversa ele confessou que tentou estuprar a sobrinha. Transtornada pela confissão, a mãe pegou uma faca e cortou o pênis do irmão.

A criança já passou por exame de lesão corporal no Instituto Médico-Legal de Umuarama e o resultado ainda não foi divulgado. Já a sua mãe, foi ouvida pela polícia e liberada já que a violência que é acusada de praticar contra o irmão não está mais em situação de flagrante. Ela pode responder por lesão corporal gravíssima conforme o andamento da apuração do caso, e para investigar o estupro de vulnerável, supostamente praticado pelo adolescente, um ato infracional foi aberto.

Na manhã desta segunda-feira, o Hospital Cemil, em Umuarama, onde está internado o menor de 13 anos, que teve o pênis decepado, emitiu uma nota, que segue:

“O estado do paciente menor de idade que deu entrada após ser atingido por objeto perfuro-cortante é estável e segue requerendo cuidados especiais. Para não expor o paciente e a família, o Hospital Cemil reserva-se ao direito de não emitir outras informações”.

Fonte:

Deixe seu comentário