Portal da Cidade Umuarama

Tigres do HCR

Unipar estuda proposta de contratação de paratletas em Umuarama

Em reunião com o Ministério Público do Trabalho foram discutidos termos colaborativos entre a Instituição e a Prefeitura

Postado em 22/10/2018 às 11:43 |

Atletas da equipe de basquete em cadeira de rodas (Foto: Unipar)

Uma reunião na Universidade Paranaense – Unipar discutiu contratação de atletas com deficiência física vinculada à formação de um time de basquete em cadeira de rodas profissional. Participaram o procurador do Ministério Público do Trabalho, André Melatti, e o secretário de Esporte e Lazer da Prefeitura, Jefferson Ferreira. A Unipar foi representada pelo diretor da DEGRT (Diretoria Executiva de Gestão das Relações Trabalhistas), Jânio Paganini, pela coordenadora do curso de Educação Física, Silvia Sucupira, e pela advogada da DEGAJ (Diretoria Executiva de Gestão dos Assuntos Jurídicos), Tatiane Guelsi. 

Para a Unipar cumprir a lei de cotas de contratação [empresas com mais de cem funcionários precisam ter de 2 a 5% dos postos de trabalho preenchidos por pessoas com deficiência], o MPT propôs à Instituição a admissão de atletas com deficiência física, que formam o time Os Tigres. O contrato é por quatro anos. A Unipar vai também contratar o técnico, para treinar os atletas, que terão uma carga horária de 20 horas semanais para cumprir. Para os treinos, os atletas poderão usufruir de toda a estrutura que a Unipar oferece, como ginásio de esportes, academia, piscina, entre outros benefícios oferecidos por projetos de extensão do curso de Educação Física. 

“Desta forma, a Unipar cumpre a lei e, ao mesmo tempo, colabora para a inclusão social e melhoria da qualidade de vida dessas pessoas”, diz Paganini, lembrando que haverá um acordo com a Prefeitura para a concretização da proposta. “Todos da equipe terão carteira assinada e os benefícios que essa formalização acarreta”, completa. Ele diz que o próximo passo é a elaboração do termo de convênio entre a Unipar e a Prefeitura de Umuarama, que ficará responsável pelo pagamento das taxas federativas, arbitragem, material esportivo, alimentação e custos de viagem. A equipe representará a Universidade Paranaense e o município em competições. 

“O esporte já nos ajudou a transformar as nossas vidas e agora poder exercê-lo, como profissão, é um privilégio”, afirma o atleta Alexandre Taborda. Na ocasião, todos se comprometeram em resolver, o mais rápido possível, as demandas burocráticas para que o time possa estar pronto para participar, já no ano que vem, do Parajaps (Jogos Abertos do Paraná) e de campeonatos estadual e nacional de basquete em cadeiras de rodas.

Fonte:

Deixe seu comentário