Portal da Cidade Umuarama

Exemplo

Alunos, professor e voluntário criam horta comunitária em escola no Sonho Meu

Objetivo é que alunos cultivem o próprio alimento. Horta fica na Escola Cândido Portinari

Postado em 12/06/2018 às 14:06 | Atualizado em 13/06/2018 às 09:46

A horta irá beneficiar cerca de 534 alunos, que estudam na escola (Foto: Portal da Cidade/Ricardo Trindade)

Alunos, professor e um voluntário do bairro se uniram na última semana para fazer uma horta comunitária na Escola Municipal Cândido Portinari, localizada no conjunto habitacional Sonho Meu, em Umuarama. A iniciativa que trabalha saúde e cidadania vai contribuir para a alimentação saudável dos alunos e a valorização do trabalho em conjunto.

O professor e mais dois voluntários, dentre eles o idealizador da horta comunitária Flavio Mendes, foram responsáveis em criar o espaço, enquanto as crianças, ficaram com a responsabilidade de plantar e cuidar das verduras e legumes.

Os alunos plantaram as sementes e as mudas de verduras em um espaço na frente da escola, sob a supervisão do professor de Artes, Fernando Henrique, objetivando incluir produtos de qualidade nas refeições dos pequenos.


A horta irá beneficiar cerca de 534 alunos, que estudam na escola. Alface, almeirão, rúcula, couve, pimenta e tomate, são algumas das opções de verduras cultivadas no espaço.

De acordo com o professor Fernando, a expectativa é que dentro de 45 dias, as crianças já possam estar se alimentando do produto cultivado por eles mesmos.


A ideia

A ideia da criação do espaço na escola veio através de uma visita realizada pelos alunos da escola, a horta comunitária criada pelo voluntário Flavio Mendes, em um antigo terreno baldio, que fica ao lado de sua residência, no Sonho Meu.

Flavio explicou que decidiu criar a horta, após notar o descaso da população com o terreno, que havia se transformado em área de descarte de lixo, o espaço incomodava toda a vizinhança.

Ele relatou, que além de uma paisagem desagradável, o local era propício para a proliferação de animais peçonhentos, como: cobras, aranhas e escorpiões.

O morador informou, que junto com um amigo, roçaram e limparam o terreno. As mudas de hortaliças, o calcário e o adubo foram doados por alguns empresários. De acordo com Sampaio, o objetivo da iniciativa foi dar um novo visual ao local, que segundo ele, assim como tantos outros na cidade, sofre com a falta de roçada.


Fonte: Portal da Cidade Umuarama

Deixe seu comentário