Portal da Cidade Umuarama

descarte

Projeto E-lixo recolhe 14 toneladas de eletrônicos em Umuarama

Engajados, estudantes do curso de Sistemas de Informação participaram dos trabalhos

Postado em 10/06/2019 às 10:35 |

Acadêmicos fazem triagem dos equipamentos, verificando o que pode ser reaproveitado (Foto: Assessoria Unipar)

Como acontece todos os anos, o curso de Sistemas de Informação da Unipar Umuarama foi parceiro no projeto ‘E-Lixo', realizado pelo Sescap/PR (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do Paraná). A iniciativa tem como objetivo arrecadar lixo eletrônico para evitar que sejam descartados em locais indevidos.

Com o apoio também da Prefeitura, Instituto Federal do Paraná, Alfa e empresas, a campanha novamente foi um sucesso, arrecadando em torno de 14 toneladas. A coleta aconteceu na Feira do Produtor (fundos do Estádio Lúcio Pepino). Lá, todo material recebido passou por triagem feita pelos estudantes da Unipar e IFPR, que verificaram peças e aparelhos que poderiam ser reaproveitados; depois de consertados, os produtos serão doados a entidades assistenciais. O restante foi destinado a Cooperuma (Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis de Umuarama), que fica no aterro sanitário municipal.

O coordenador do curso, professor Elyssandro Píffer, afirma que o projeto é de extrema relevância, despertando a consciência ambiental tanto dos alunos quanto da população. “É uma oportunidade de entender a importância do descarte correto dos materiais eletrônicos, evitando causar danos ao meio ambiente”, ressalta, enfatizando que a campanha também propicia aos alunos praticar as teorias do curso e se integrar com a comunidade e os estudantes do IFPR e Alfa.

O acadêmico Halef Augusto de Almeida, do 3º ano, conta que a experiência de participar da campanha foi sensacional. “É muito gratificante saber que a população foi até nós para entregar o lixo eletrônico e com isso não descartar de maneira incorreta, dando-nos ainda a oportunidade de recuperar muitos dos equipamentos, que depois serão doados para quem precisa”.

Colega de classe, Hedon Nathan Stralhoti considera que a preservação do meio ambiente é o fator mais importante da campanha. “É muito bom poder ajudar a cuidar do meio ambiente, não apenas para nosso benefício, mas também para os animais e a vegetação”.


Fonte:

Deixe seu comentário