Portal da Cidade Umuarama

Lúdico

Brinquedoteca da Unipar conquista primeiro lugar em Congresso Internacional

O evento teve como objetivo reunir pensadores e inovadores da comunidade lúdica da educação e da saúde

Postado em 19/11/2018 às 14:26 |

Professora Lucyelena (à frente, de pé) na Brinquedoteca da Unipar, com estagiárias e crianças (Foto: Unipar)

Professores e estudantes de Pedagogia da Universidade Paranaense estão comemorando uma grande conquista: a primeira colocação do projeto de extensão Brinquedoteca, apresentado no 1º Congresso Internacional: Brincar, Brinquedista e Brinquedoteca, realizado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). 

A coordenadora do projeto, professora Lucyelena Picelli, foi quem representou o curso na capital carioca. O trabalho intitulado ‘Brinquedoteca da Universidade Paranaense: duas décadas oferecendo o brincar saudável’ foi premiado na categoria trabalho científico – modalidade pôster. 

O evento teve como objetivo reunir pensadores e inovadores da comunidade lúdica da educação e da saúde, como psicopedagogos, fonoaudiólogos, pediatras, psicólogos, professores e brinquedistas. Centenas de trabalhos foram expostos. Sobre os vinte anos do projeto da Unipar, a professora relatou experiências bem-sucedidas que vêm sendo catalogadas. 

Chamou a atenção dos avaliadores o número de atendimentos realizados com a comunidade externa (crianças de escolas e de creches) e as oportunidades de estágio multidisciplinar que o projeto proporciona. A professora também expôs o trabalho ‘Campanha de conscientização no Dia Internacional do Brincar: Jogos de bolso para os motoristas da cidade de Umuarama, Paraná, Brasil’. 

Todos os anos o curso lembra a data, envolvendo a comunidade em uma ação de blitz, na qual os participantes abordam pais e explicam a importância do brincar para a formação das crianças. A professora Lucyelena conta que sua participação no Congresso foi enriquecedora.

“O evento me proporcionou muitas oportunidades de trocar conhecimentos com especialistas de diversas áreas da ludicidade, como pedagogos, psicólogos, enfermeiros e médicos. E mais: também pude conhecer um pouco sobre como funcionam as brinquedotecas do Rio de Janeiro”. 

Além dela, também assinam o trabalho as professoras Maria do Carmo de Oliveira Nogueira (coordenadora do curso de Pedagogia) e Analides Flávia Caruso Costa e os acadêmicos Gabriel Antônio Parra Valhejo e Ana Caroline Alves do Nascimento. A Brinquedoteca, projeto lúdico-científico, está entre os projetos mais inteligentes da Unipar. Por isso, chama a atenção de educadores do Brasil. Antes, já foi apresentada em congresso nacional, em Brasília. No início da sua trajetória (2005), a presidente da Associação Brasileira das Brinquedotecas (na época, a professora Nilce Helena Cunha), veio conferir a proposta. “Ela ficou encantada com o nosso trabalho e se dispôs a difundir o modelo”, lembra Lucyelena.

Conheça o projeto

Nos espaços internos e externos da Brinquedoteca da Unipar têm brinquedo de todo tipo: modernos, tradicionais, inusitados e/ou projetados especialmente para determinadas atividades. Com eles, as crianças brincam livres, mas nem tanto. 

Estagiários de Pedagogia acompanham, orientando sobre boas maneiras de comportamento em grupo, principalmente. Afinal, socialização é um dos objetivos do projeto. Um outro é apontar, incentivar as diferentes formas de se obter o máximo de prazer em uma brincadeira. 

No projeto também são realizas oficinas de confecção de brinquedos com materiais recicláveis, pintura, literatura, mosaico e culinária, entre outros temas.

Fonte:

Deixe seu comentário