Portal da Cidade Umuarama

Compras

Oficina incentiva empresas locais a vender para o poder público de Umuarama

Se empresas locais fornecem o que o poder público necessita, este dinheiro gira na economia local, trazendo renda, ajudando a manter empresas e empregos

Postado em 26/08/2019 às 11:11 |

Para as compras do município existem licitações em muitos segmentos, praticamente para todo tamanho de empresa (Foto: Divulgação)

A Oficina de Compras Públicas realizada pela Casa do Empreendedor na tarde desta quinta-feira (22), no auditório do Sebrae, reuniu dezenas de empresários e estudantes interessados em empreender, com foco em conquistar um cliente diferenciado que compra bastante e paga em dia – o poder público, em especial a Prefeitura municipal.

Umuarama tem uma condição rara no cenário nacional. “Apenas 10% das prefeituras de todo o país (são 5.570 municípios) estão com as contas em dia, tanto com fornecedores quanto com os salários do funcionalismo, e a nossa Prefeitura pertence a este pequeno grupo. Além disso, temos realizado diversos investimentos em obras estruturantes e melhorias dos serviços públicos prestados à população, o que demanda grande quantidade de materiais e serviços”, apontou o secretário municipal de Administração, Vicente Afonso Gasparini, que foi um dos palestrantes.

A manutenção da máquina pública e os investimentos em obras, conservação de bens públicos e o atendimento diário ao contribuinte geram demandas que, se forem atendidas por empresas locais, resultam em empregos e renda, estimulando a economia local.

“A cidade é um grande canteiro de obras, além da enorme estrutura que a Prefeitura tem para prestar serviços voltados à população. Para que tudo isto aconteça, é necessário o consumo de materiais e serviços de empresas privadas. Se empresas locais fornecem o que o poder público necessita, este dinheiro gira na economia local, trazendo renda, ajudando a manter empresas e empregos”, reforçou o coordenador da Casa do Empreendedor, Paulo Leon Baraniuk.

Para as compras do município existem licitações em muitos segmentos, praticamente para todo tamanho de empresa. “O que esta oficina mostra é o quanto é interessante vender para uma Prefeitura que tem suas contas em dia, pagando regularmente seus credores. Nossas empresas precisam conhecer este processo e se interessar em participar de um orçamento que aumenta a cada ano”, acrescentou o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Douglas Bácaro.

A relação de comércio entre as empresas e a Prefeitura pode ser considerada bem segura. “As licitações do município seguem padrões legais nacionais. Além disso, são filmadas e transmitidas pela internet em tempo real e auditadas pelo Observatório Social do município. A livre concorrência traz benefícios a todos”, pontuou o secretário Vicente Gasparini, que reforçou junto aos participantes as vantagens de empresas locais venderem para a Prefeitura.

 Explicou ainda que, descontados os custos com a folha de pagamento, repasses de convênios e grandes obras, mais de 30% das receitas do município são empregados na compra de gêneros alimentícios, material de expediente, de escritório, de construção, combustíveis, peças, insumos para área de saúde e uma vasta lista de serviços. “Você já pensou em expandir seus negócios, então não dá para perder um cliente tão bom como este, não é?”, completou.

Fonte:

Deixe seu comentário