Portal da Cidade Umuarama

Economia

Apresentado diagnóstico econômico para atrair investimentos a Umuarama

O desafio é descobrir as vantagens que Umuarama pode oferecer aos seus investidores

Postado em 27/03/2018 às 09:52

O resultado esperado com o programa é trazer empresas que realizem investimentos estruturantes no município (Foto: Pedro Ferreira/PMU)

O diagnóstico da situação econômica, social e estrutural de Umuarama, elaborado pela Agência Paraná de Desenvolvimento por meio do Programa Municipal de Atração de Investimentos (PMAI), foi apresentado na manhã desta segunda-feira, 26, no auditório do Sebrae, para um grupo de empresários, representantes de entidades, associações e do poder público, durante reunião de trabalho conduzida pelo gerente de desenvolvimento econômico e empresarial da agência, Jean Alberini.

Na abertura, o secretário municipal da Indústria, Comércio e Turismo, Douglas Bácaro, representando o prefeito Celso Pozzobom, disse que Umuarama está construindo seu portfólio técnico, que definirá estratégias para incentivar as empresas existentes e atrair novos investimentos. “Esse estudo é importante porque, de um lado temos a administração municipal investindo pesado na melhoria da infraestrutura urbana, no aeroporto e em políticas de incentivo, e do outro a pesquisa que vai determinar o tamanho do nosso mercado, carências, potenciais e oportunidades para gerarmos um ambiente de desenvolvimento”, afirmou.

Trabalhar o ambiente de crescimento socioeconômico é o foco do trabalho realizado pela Paraná Desenvolvimento. “Queremos tornar a cidade mais atrativa, convergindo os interesses para o crescimento. Para isso, levantamos diversos temas na pesquisa, como o que a cidade tem, como é o seu povo, a localização, a formação cultural, enfim o potencial de Umuarama para, por fim, elaborar dois ou três projetos viáveis, com atribuições e responsabilidades bem definidas”, explicou Alberini.

O resultado esperado com esses projetos é trazer empresas que realizem investimentos estruturantes no município, com geração de riqueza e mais valor agregado aos produtos locais. “Diante do cenário nacional, a responsabilidade pela mudança de realidade econômica é local, dos municípios, envolvendo o poder público e principalmente os empresários e entidades que apoiam o setor produtivo”, completou.

Entre os dados apresentados pelo estudo, Umuarama aparece com um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 2,7 bilhões – equivalente a mais de 40% do PIB Regional, que é de R$ 6,4 bilhões – e renda per capta de R$ 21.190,00. Cerca de 22% da massa salarial (que totaliza R$ 52 milhões mensais) vem da indústria de transformação, que é o foco do projeto. “É aqui que Umuarama precisa crescer para gerar mais empregos, agregar valor à matéria-prima e aumentar a arrecadação, a qualidade de vida e gerar riquezas”, explicou o gerente.

O universo de trabalhadores empregados é de 37 mil pessoas, com renda média mensal de 2,1 salários-mínimos. A economia de Umuarama ocupa a 17ª posição no Paraná. Os setores que mais empregam são o comércio (9.200 contratados), a indústria (7.300) e o poder público (2.800), seguidos pelos setores de educação (1.780), saúde (1.680) e construção civil formal (1.570).

Para o prefeito Celso Pozzobom, o desafio é descobrir as vantagens que Umuarama pode oferecer aos investidores e como superar os desafios que este cenário apresenta – como a questão logística, por exemplo. “Estamos fazendo a nossa parte, investindo no aeroporto municipal, implantando um grande programa de recapeamento asfáltico nas principais vias da cidade, construindo pontes, melhorando a sinalização, eliminando gargalos e unindo forças para obras estaduais, como a duplicação da PR-323”, disse. “Diante desse cenário e com os estudos para direcionar os investimentos, creio que teremos um ótimo futuro pela frente”, completou o prefeito.

Fonte: PMU

Deixe seu comentário