Portal da Cidade Umuarama

Cultura

Umuarama: Biblioteca Municipal abre para empréstimo de obras literárias

O local conta com um acervo de mais de cinco mil volumes, entre obras literárias, revistas e documentos

Postado em 06/09/2021 às 08:46

A biblioteca conta também com várias edições do livro ‘As Confusões da Vila Conceição’, do escritor Renan Nunes, umuaramense radicado em Cuiabá (Foto: Assessoria)

A Biblioteca Rocha Pombo, que funciona dentro do Centro Cultural de Umuarama, possui um acervo de mais de cinco mil volumes, entre obras literárias, revistas e documentos, todos eles disponíveis para empréstimos aos cidadãos.

E agora conta também com várias edições do livro ‘As Confusões da Vila Conceição’, do escritor Renan Nunes, umuaramense radicado em Cuiabá (MT). Músico de formação, Renan Nunes fez parte da banda Capitão Trovão e Os Apaches, onde tocava contrabaixo.

É membro da Orquestra Municipal de Primavera do Leste e integra ainda a Orquestra Jovem Amadeus Mozart como violinista e violoncelista. A sensibilidade do musicista foi transportada para as páginas de seu primeiro romance, lançado pela editora Carlini & Caniato.

O escritor relata que “é nas pequenas coisas da vida, das pequenas cidades ou vilas” que emerge a poesia existente no livro. “O aconchego de um assunto banal, o cheiro de perfume barato, o barulho de latidos… A Vila, em si, existe há muito mais tempo do que eu: sinto-me somente um mero espectador de tudo, que ouvi, aprendi, vivenciei, observei, enfim, cada detalhe de um dia a dia”, observa.

Nas confusões, fofocas, intrigas, abraços e alegrias, somados à estética das pequenas cidades interioranas. “Apresento as ironias e desejos das pessoas, para proporcionar ao leitor uma breve viagem divertida e singela a um mundo tão real quanto possível”, brinca Nunes.

O Bar do Ademir abre cedo, a Lavanderia da Dona Pipiu também, mas o dia só começa de fato quando surge a primeira ‘treta’. No carro que não funciona, no som do cavaco, no pastor ambulante, nos velhos esquecidos, no banco de enfeite e na simplicidade de Bozó, a Vila Conceição inspira e expira vida.

“A Copa do Mundo, a luta por direitos e até tomar banho no piscinão comunitário, tudo vale quando o objetivo é ser feliz e armar confusões. Em uma vila que vê o período eleitoral como carnaval fora de época e que realiza funerais com samba, cabe ao leitor entrar nessa história e se identificar com cada travessura”, pontua o escritor.

A Biblioteca Rocha Pombo é aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h.

Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias