Portal da Cidade Umuarama

Melhorias

Quadras do cemitério de Umuarama recebem novas denominações e placas indicativas

A nova sinalização está sendo implantada e já auxiliará os visitantes durante o próximo Dia de Finados

Postado em 19/10/2018 às 11:16 |

O objetivo é facilitar a localização dos túmulos (Foto: Tiago Boeing)

A Administração de Cemitérios e Serviços Funerários (Acesf) está readequando as indicações de quadras e ruas do cemitério municipal, para facilitar a localização dos túmulos. A nova sinalização está sendo implantada e já auxiliará os visitantes durante o próximo Dia de Finados (2 de novembro), quando o local costuma receber em média cerca de 30 mil pessoas. Além das placas nas esquinas de ruas internas, o visitante também poderá se orientar por meio de um grande mapa que será disponibilizado ao lado do portão principal.

De acordo com o diretor-presidente da Acesf, Alexandre Gobbo Maroto, serão implantadas 124 placas confeccionadas em ACM (material alumínio composto) com mastros metálicos, chumbadas com concreto em praticamente todas as esquinas do cemitério. “As 37 quadras estão sendo renomeadas, mas por enquanto também vamos manter a nomenclatura antiga, conforme consta da documentação dos terrenos. O objetivo é facilitar a localização dos túmulos, por amigos e familiares das pessoas aqui sepultadas, nos períodos de visita”, explicou.

Por outro lado, a Acesf está tentando contato com familiares de duas crianças sepultadas em um local onde será construído em breve um gavetário (espaço vertical para sepultamentos em gavetas). “Já publicamos um chamamento na imprensa e estamos tentando contato com as famílias. São túmulos antigos – um deles nem conta mais com identificação – que precisam ser desapropriados para a construção, que será licitada em breve”, disse Alexandre Maroto.

Em uma das urnas foi sepultada uma menina recém-nascida, de nome Viviane Teixeira Vilar, que nasceu e morreu no dia 10 de maio de 1978 (conforme informações da placa fixada na sepultura). No outro túmulo não nome nem data e também faltam informações nos registros da Acesf, “por isso está difícil localizar os familiares”, acrescentou o diretor. Caso não seja possível o contato, para as devidas providências, a Acesf poderá fazer a exumação e transferir os restos mortais para outra região do cemitério.

“A mudança ficará documentada, para que as famílias sejam orientadas caso procurem a administração”, completou o diretor. O projeto do gavetário prevê a construção de quatro blocos com 120 urnas funerárias, totalizando 480 gavetas. O volume de sepultamentos do cemitério municipal é de 300 por ano, em média.

Finados

O prazo máximo para requerer e retirar alvarás autorizando a montagem de barracas na frente do cemitério, nos dias 1º e 2 de novembro, expira nesta sexta-feira, 19. Pessoas que contam com familiares sepultados em Umuarama terão até sábado, 20, para a realização de consertos, reformas e pinturas nos túmulos e reparos nas calçadas. O último dia para limpeza e lavagem dos túmulos será 1º de novembro.

Fonte:

Deixe seu comentário