Portal da Cidade Umuarama

OBRAS

Posto de saúde e creche do Sonho Meu devem ter obras retomadas

Os serviços devem ser retomados já na próxima semana

Postado em 14/04/2018 às 13:04 | Atualizado hoje às 16:32

A Prefeitura assumiu a responsabilidade de aprovar o projeto, acompanhar a construção e após o recebimento do prédio providenciar a sua legalização e manutenção (Foto: Divulgação )

Após uma ação do prefeito Celso Pozzobom, por meio da Procuradoria Jurídica do município, a Prefeitura de Umuarama conseguiu destravar importantes obras que encontram-se paradas no Conjunto Habitacional Sonho Meu e que são aguardadas com ansiedade pelos moradores. Depois das tratativas, a Caixa Econômica Federal retomou as duas construções da empresa que iniciou o trabalho e subempreitou a conclusão. Os serviços devem ser retomados nesta semana.

Em requerimento, o prefeito lembrou o contrato celebrado entre a Cantareira Construções e Empreendimentos Imobiliários e a Caixa, para implantação de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de 460 m² ao custo aproximado de R$ 710 mil com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) do Ministério das Cidades no referido bairro. A Prefeitura assumiu a responsabilidade de aprovar o projeto, acompanhar a construção e após o recebimento do prédio providenciar a sua legalização e manutenção, além de equipá-lo e colocar em operação em até 120 dias após a entrega das unidades habitacionais.

“Esse era o desejo da população, mas o prazo expirou e até hoje não pudemos ocupar o posto de saúde e implantar o atendimento que a comunidade merece e precisa”, lamentou o prefeito Celso Pozzobom, lembrando que o prazo de entrega terminou em março de 2015. Diante do abandono da obra, por parte da construtora – que enfrenta processo de recuperação judicial –, o município requereu o cancelamento do contrato e se colocou à disposição para a conclusão do projeto. Outra opção seria a contratação de uma nova empresa para finalizar a obra.

O prefeito reconheceu a dificuldade em retomar a construção nos termos originais, por conta da defasagem nos preços de materiais e mão de obra, bem como pela deterioração causada pela ação de vândalos que se alojaram no posto. Diante da importância da UBS para a comunidade, como medida de caráter emergencial Pozzobom pediu a rescisão contratual imediata com a antiga construtora e a autorização para o município executar o restante, dentro das condições estabelecidas no contrato.

Da mesma forma, os problemas da construtora afetaram a ampliação da ala de educação infantil da Escola Municipal Cândido Portinari, paralisada apesar de praticamente concluída. A obra conta com 718 m² e foi inicialmente orçada em R$ 925 mil, com prazo de execução de seis meses. “Essas obras chegaram bem perto da conclusão – respectivamente 91,5% e 86% foram executados. Foi uma pena não terem sido concluídas no prazo, para que pudessem ser utilizadas pela população, e esse atraso causa muitos transtornos aos moradores e ao município”, disse o prefeito.

Para atendimento médico, os moradores do Sonho Meu precisam se deslocar até as UBS do Parque Vitória Régia e do Conjunto Habitacional Ouro Branco. Já os alunos que não encontram vaga na creche do bairro são atendidos em unidades distantes.

“Esperamos que agora, com esse ajuste entre o município e a Caixa, tanto o posto de saúde quanto a creche sejam finalmente concluídas e entregues à Prefeitura para que possamos equipá-las com materiais, móveis e profissionais para o atendimento da comunidade do Sonho Meu, colocando um ponto final nesse incômodo”, concluiu Pozzobom, confiante de que as obras sejam retomadas na próxima semana como foi informado pela contratante.

 

Fonte: PMU

Deixe seu comentário