Portal da Cidade Umuarama

IMPRUDÊNCIA

Polícia conclui inquérito sobre acidente que vitimou ex-moradores de Umuarama

O acidente que vitimou toda a família na PR-445, em Cambé, ocorreu no dia 30 de setembro

Postado em 10/10/2018 às 10:56 | Atualizado há 5 dias às 11:13

O acidente aconteceu no trevo próximo ao distrito da Warta (zona norte) (Foto: Redes Sociais )

Nesta terça-feira (9), a Polícia Civil conclui o inquérito sobre o acidente que matou uma família inteira - o casal e duas filhas crianças - na PR-445, em Cambé, no norte do Paraná, no dia 30 de setembro deste ano. A família residiu em Umuarama mas atualmente moravam em Londrina. Ricardo Martins Moraes, de 39 anos, deverá ficar preso até o julgamento.

Ricardo foi indiciado por homicídio no trânsito com o agravante de embriaguez. A pena varia de cinco a 8 anos de prisão, com aumento de um sexto ou até mesmo metade da pena conforme o número de pessoas mortas. Ele ainda deverá responder pelos ferimentos do motorista do caminhão.

Ao delegado Roberto Fernandes, responsável pelo caso, ele não teria demonstrado nenhum tipo de remorso ou arrependimento.“Ele disse que estava dirigindo normalmente e que só percebeu uma pancada e acredita que tenha desmaiado. Que o carro rodou e foi parar em uma plantação. Mas acabou confessando que havia ingerido uma lata de cerveja. Isso foi o que ele nos relatou, no depoimento não mostrou nenhum arrependimento, infelizmente”, contou.

Ainda conforme Fernandes, não há dúvidas do que ocorreu no acidente e nem da culpa de Ricardo. Ele foi preso em flagrante no dia do acidente e permanece detido na delegacia de Cambé enquanto aguarda uma vaga em um presídio estadual.


  

Relembre o acidente que matou a família na PR-445

Fernando Afonso Rosa, de 43 anos, Adiná Simões de Souza, de 41 anos, Poliana Afonso Simões, 8 anos, e Sofia Afonso Simões, de 2 anos, morreram depois que o veículo em que estavam foi atingido de frente por um caminhão carregado com óleo de cozinha.

De acordo com testemunhas, Ricardo tentava uma ultrapassagem em local proibido quando bateu em uma das rodas do caminhão que vinha no sentido contrário. Na sequência, o motorista do caminhão perdeu o controle do veículo, invadiu a pista contrária, bateu de frente com o carro da família e tombou o caminhão. O casal e as duas crianças morreram na hora.  

“O cara estava bêbado, veio em cima de mim e bateu em mim. Bateu na minha roda dianteira e aí não teve mais como fazer nada. Segundo outras testemunhas, o cara vinha ‘escrevendo’ na pista, quase bateu em outros motoristas antes”, contou Luiz Carlos Miranda, motorista do caminhão.

Na ocasião, outros motoristas que presenciaram o acidente partiram para cima de Ricardo e tentaram linchá-lo. A  Polícia Militar precisou intervir para que o homem não fosse linchado ainda na PR-445. “É chocante, não é fácil ver um bebezinho de dois, três aninhos do jeito que está ali, morta. Eu espero que a justiça seja feita”, disse emocionada Valéria de Pieri que estava em um carro atrás das vítimas.

Fonte: RIC MAIS

Deixe seu comentário