Portal da Cidade Umuarama

Repercussão

Padre Julio Lancellotti critica abordagens a moradores de rua em Umuarama

“Inacreditável a violência institucional contra a pop rua em todo Brasil”, destacou o religioso, em rede social com quase um milhão de seguidores

Publicado em 20/01/2022 às 10:51
Atualizado em

Padre Julio Lancellotti compartilhou uma publicação do Portal da Cidade Umuarama em que as ações são divulgadas (Foto: Divulgação)

O padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua em São Paulo, usou uma de suas redes sociais com quase um milhão de seguidores para criticar as abordagens a pessoas em situação de rua que estão ocorrendo em Umuarama. Na noite desta quarta-feira (19), o religioso compartilhou uma publicação do Portal da Cidade Umuarama em que as ações são divulgadas, e se posicionou da seguinte maneira: “Inacreditável a violência institucional contra a pop rua em todo Brasil”.

A reportagem é de autoria da Secretaria Municipal de Comunicação Social de Umuarama. Nela, a assessoria destaca ações de abordagem e orientação a pessoas em situação de rua realizadas pelo Centro Pop com o apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar. Somente na última terça-feira (18) foram 15 abordagens, concentradas nas praças Arthur Thomas, Miguel Rossafa, Anchieta e no Terminal Urbano Praça da Bíblia.

“Atitudes dessas pessoas têm gerado diversas reclamações por parte da população. As queixas são de coação e ameaça, diante da negativa aos pedidos de esmola, e o dinheiro obtido geralmente é usado para o consumo de bebidas alcoólicas”, explica trecho da reportagem.

“Nossa equipe orienta e encaminha para os serviços de acolhimento disponíveis, como a Apromo (banho, pouso e alimentação), a Casa da Sopa (almoço), o Centro Pop e outros parceiros, e também para tratamentos de saúde, além de conceder passagens de ônibus para quem quer retornar à sua cidade de origem, mas raramente eles aceitam”, comentou o coordenador do Centro Pop, Roger Brambilla Giopato.

O padre Julio Lancellotti é uma referência nacional na defesa dos direitos humanos, atuando, ao longo de sua vida, junto a imigrantes sem teto, refugiados, população LGBTQI+, menores infratores, detentos em liberdade assistida e portadores de HIV.

Mas nos últimos anos, o padre de 73 anos e 35 de sacerdócio, ganhou destaque por sua dedicação para o acolhimento da população marginalizada que vive nas ruas da maior cidade do país e da América Latina.

“O nosso objetivo principal não é distribuir comida, mas é ser alimento, força e esperança para aqueles que estão esquecidos, marginalizados, descartados, excluídos. Sejamos irmãos de todos. Não neguemos nem o pão, nem o coração para ninguém”, disse o padre em um de seus mais recentes vídeos de grande repercussão, e que expõe seu ideal de inclusão social.

O compartilhamento da publicação em que critica as abordagens em Umuarama, tinha mais de 6 mil curtidas até a divulgação desta reportagem, às 11h, desta quinta-feira.

O padre Julio Lancellotti é uma referência nacional na defesa dos direitos humanos (Foto: CNBB)

Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias