Portal da Cidade Umuarama

Umuarama

Nova ponte da Estrada Desengano será concretada

A ferragem está montada e nesta sexta-feira (14) deve receber o concreto usinado

Postado em 14/09/2018 às 09:44 |

A previsão é de que na próxima semana a passagem esteja liberada (Foto: Tiago Boeing)

A Secretaria Municipal de Serviços Rodoviários está implantando uma nova travessia sobre o Ribeirão do Veado na Estrada Desengano, entre os distritos de Santa Eliza e Roberto Silveira. A via teve um trecho interditado há alguns dias para manutenção e melhorias nos aterros e construção da nova ponte. A ferragem está montada e nesta sexta-feira (14) deve receber o concreto usinado. A previsão é de que na próxima semana a passagem esteja liberada.

Neste período, os acessos dos distritos à rodovia PR-580 não foi comprometido, porém para a ligação entre Santa Eliza e Roberto Silveira os moradores estão utilizando um desvio pela Estrada União e por um trecho da Estrada Fumaça, até retornar à Desengano.

“Estamos realizando melhorias em vários pontos da malha rural de Umuarama. Como a ponte nessa estrada era antiga, de madeira, e necessitava de melhorias, decidimos interditar a passagem para agilizar a obra. O transtorno será passageiro e em breve entregaremos uma travessia mais segura, em melhores condições”, comentou o secretário de Serviços Rodoviários, Mauro Liutti, contando com a compreensão dos moradores da região.

O prefeito Celso Pozzobom lembrou que o município tem investido recursos vultuosos na conservação da malha viária em leito natural de Umuarama, que soma mais de 500 quilômetros. “Equipamos o nosso pátio rodoviário com a aquisição de novas máquinas – motoniveladoras, pás carregadeiras, caminhões, compactador e até uma escavadeira hidráulica – e com isso estamos recuperando e melhorando constantemente as nossas estradas”, disse.

“Estamos implantando cascalho, levantando leitos, recuperando caixas e curvas de nível, readequando longos trechos, enfim, melhorando bastante as condições de trânsito e escoamento da produção agropecuária, afinal o produtor rural e sua família merecem mais conforto e segurança para o deslocamento na zona rural”, completou Pozzobom.

Fonte:

Deixe seu comentário