Portal da Cidade Umuarama

Empregos

Começam as contratações de temporários para o Natal em Umuarama

O recrutamento de temporários deve crescer expressivamente, principalmente a partir da segunda quinzena de novembro

Postado em 08/11/2019 às 14:34 |

Muitas empresas buscam facilitar o recrutamento por meio da Agência do Trabalhador (Foto: Portal da Cidade Umuarama)

Com boas perspectivas de vendas para a temporada natalina, o comércio de Umuarama deu início à contratação de colaboradores temporários. Muitas empresas buscam facilitar o recrutamento através da Agência do Trabalhador.

Segundo a gerente Camila Orlandini da Matta, cerca de vinte oportunidades para postos temporários foram disponibilizadas na primeira semana de novembro. O volume é inferior, por hora, ao de vagas destinadas à contratação efetiva, o que não deixa de ser um bom sintoma para a economia regional.

Seguindo a tendência de anos anteriores, o recrutamento de temporários deve crescer expressivamente, principalmente a partir da segunda quinzena de novembro.

"Sentimos um clima de otimismo, o que é muito bom. Além das lojas tradicionais, empresas inaugurando e contribuindo para a geração de emprego e renda. Quase metade das vagas temporárias é para vendedor. O restante é para suprir funções como estoquista, atendente geral, caixa e outras", acentua Orlando Luiz Santos, presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Umuarama (Aciu).

Paraná

A Fecomércio PR (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná) estima a contratação de seis mil trabalhadores temporários para atender ao aumento das vendas neste fim de ano. Uma sondagem realizada pela entidade revela que a média de pessoas a serem contratadas por empresa subiu 16,59% em relação ao ano passado.

A pesquisa mostra ainda que aumentou a parcela de estabelecimentos comerciais que pretende contratar entre duas e cinco pessoas, passando de 24% no ano passado para 35% neste ano. Já as empresas que vão contratar mais de dez pessoas correspondem a 8%, ante 5% em 2018.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) aponta que o saldo de empregos do comércio, negativo desde agosto, voltou a patamares positivos. Para os trabalhadores temporários que se destacarem, as possibilidades de efetivação são grandes: 68% dos empregadores consideram transformar a vaga temporária em efetiva.

Fonte:

Deixe seu comentário

Mais Lidas