Portal da Cidade Umuarama

RODOVIAS

Agricultores de Umuarama aderem à greve e movimento ganha força

Duas pás carregadeiras interditam parcialmente o trecho da rodovia que dá acesso a Maria Helena

Postado em 24/05/2018 às 09:05 | Atualizado em 24/05/2018 às 15:34

Apenas carros de passeio, ônibus, ambulâncias, e caminhões com carga viva ou perecível conseguem trafegar (Foto: Divulgação )

Duas pás carregadeiras interditam neste momento o trecho que dá acesso a Maria Helena. Apenas carros de passeio e ambulâncias, conseguem trafegar.

Agricultores de Umuarama apoiam o movimento dos caminhoneiros, que desde a última segunda-feira (21), protestam contra o aumento do preço dos combustíveis, especialmente do diesel, em rodovias do país e a cobrança de pedágios, mesmo quando os veículos estão com os eixos levantados. O protesto é por tempo indeterminado.

As manifestações atingem 112 pontos das rodovias estaduais, conforme a última atualização divulgada pela Polícia Rodoviária Estadual. Nas rodovias federais, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal, são pelo menos 57 pontos com manifestações em andamento. Há registros de bloqueios para veículos de carga, interdições parciais e locais com liberação apenas para ambulâncias, cargas perecíveis e transporte de passageiros.

Bloqueios

Os registros da 4ª Companhia da Polícia Rodoviária Militar, responsável pela fiscalização da região, apontam bloqueio parcial na rodovia PR-489, em Xambrê, e na PR-323, em Umuarama. Nestes locais está sendo impedida a passagem de caminhões com carga. Na PR-323, próximo ao Parque de Exposições de Umuarama, onde está a principal concentração de manifestantes, até esta quarta-feira, (23) uma fila de 15 quilômetros de caminhões no sentido a Cruzeiro do Oeste se mantinha fiel ao movimento.

Fonte: Portal da Cidade Umuarama

Deixe seu comentário