Portal da Cidade Umuarama

agricultura

Pequenos produtores rurais de Umuarama recebem 5 mil mudas de mamão para cultivo

Agricultores receberão acompanhamento técnicos e expectativa é de 40 a 50 toneladas por hectare

Postado em 20/04/2020 às 08:43 |

De acordo com a Prefeitura, a cultura de mamão tem mercado garantido tanto na cidade quanto na região (Foto: Prefeitura Municipal de Umuarama)

A Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente iniciou um projeto-piloto para a produção de mamão do tipo formosa, junto a pequenos produtores rurais. A Prefeitura adquiriu sementes de alto padrão e cultivou cerca de 5 mil mudas, que foram divididas em lotes e distribuídas a sete agricultores familiares de diferentes regiões do município, que foram plantadas há cerca de 70 dias em consórcio com outras culturas, como batata-doce, milho e nas entrelinhas do café.

Com o acompanhamento técnico e o manejo correto, o desenvolvimento das mudas tem sido satisfatório. A expectativa de produção é de 40 a 50 toneladas por hectare, ou até mais se o clima ajudar. O prefeito Celso Pozzobom e o diretor de Agricultura e Pecuária da Prefeitura, Vinícius Chimenez, visitaram uma das propriedades que está no projeto, no distrito de Santa Eliza, do agricultor Domingos Pereira. 

“O resultado é realmente muito bom. As mudas estão se desenvolvendo rapidamente e algumas já começaram a soltar até botões de flores. A expectativa é de uma boa colheita, entre os meses de outubro e novembro. O apoio da Prefeitura é muito importante e tem feito a diferença na nossa vida aqui no sítio”, disse o produtor, que cuida da propriedade com a ajuda da família. 

O diretor Vinícius Chimenez explicou que o município incentiva a fruticultura nas pequenas propriedades por conta das facilidades no manejo e dos bons resultados. “Neste projeto, auxiliamos os produtores com a mecanização e preparação da terra, aplicação de calcário, fosfatagem e também com as sementes ou mudas. Eles precisam implantar irrigação e cuidar do manejo, que também é fundamental para o sucesso do cultivo”, informou. 

A opção pelo plantio consorciado permite obter duas rendas na mesma área. “Como o mamão exige um bom espaçamento entre uma planta e outra, o agricultor pode utilizar essa área para outras culturas que não interfiram no desenvolvimento da fruta e até vão ajudar a protegê-la. É o caso da batata-doce, que o seu Domingos plantou e vai colher antes do mamão, também do milho, abacaxi, repolho ou pode-se ainda plantar o mamão entre as ruas de café, com um agricultor fez”, informou o agrônomo da Prefeitura, Márcio Rezende, da equipe que acompanha as propriedades, composta ainda pelo agrônomo Anderson Quinalia e pessoal da Emater/PR, parceira no projeto. 

Outro cuidado importante é ter barreiras contra o vento, especialmente agora com a proximidade do inverno. No sítio do seu Domingos, dois lados da área de mamão contam com cana-de-açúcar bem desenvolvida e os outros lados serão protegidos com lona plástica. 

Rentabilidade

Os produtores tiveram reuniões e receberam orientações teóricas na Secretaria de Agricultura. O diretor Vinícius Chimenez explicou que a opção pelo mamão formosa, além do clima favorável da região de Umuarama, também se deve à alta demanda no mercado. “Cerca de 70% do mamão deste tipo consumido no Paraná vem de fora do Estado e o frete encarece o produto. Essa cultura tem mercado garantido tanto na cidade quanto na região e, caso a produção atinja o esperado, poderemos estender a atividade a mais propriedades”, disse. 

O produtor rural é um exemplo de diversificação, na opinião do prefeito Celso Pozzobom. Além do mamão e batata-doce, o agricultor tem em sua pequena propriedade goiaba, repolho, brócolis, maracujá, uma rua de café, tomates, hortaliças e uma área de pastagem. “Como é um pasto pequeno, pretendo vender as novilhas em breve e ocupar tudo com agricultura”, disse o produtor. 

O prefeito ficou surpreso com o desenvolvimento dos pés de mamão. “Isso é resultado do apoio do município mas também da dedicação do seu Domingos, um exemplo para outros agricultores. Com a diversidade de culturas e todo esse cuidado, ele tem renda praticamente todo o ano. É gratificante ao município ajudar a desenvolver a agricultura nas pequenas propriedades, causando um impacto positivo na qualidade de vida das famílias do campo e melhorando a sua produção”, completou Pozzobom. 


Fonte:

Receba as notícias de Umuarama no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Mais Lidas