Olá Visitante! Cadastre-se ou faça seu Login
Login com Facebook
ou
Você está em Umuarama / PR

Você está aqui: Home / Colunistas / Etiqueta e Boas Maneiras / Boas Maneiras e a Feminilidade
Atualizado


Boas Maneiras e a Feminilidade

PONTOS PRÁTICOS DA MULHER FEMININA E EDUCADA


Terá um conhecimento de boas maneiras, uma formação em valores humanos e uma prática da sua fé de tal forma consistente, concreta e praticante que sua índole feminina jamais a trairá trocando sua feminilidade por conceitos e comportamentos que a violam, exploram e depreciam e a deixam desprotegida. 


Um afinado senso do que dizer ou do que evitar para evitar ofender. O que não quer dizer omitir-se mas atuar mais cabalmente. 


Sua simpatia é mais terna e doce. Menos fútil e superficial. Nada vulgar ou destemperada. Do mesmo modo seu gosto é refinado e oportuno. Mas mais uma vez seus modos são desenvolvidos não para ser uma boneca ou explorar o marido a partir de uma manipulação de uma fragilidade falsa, mas para ter uma atuação consciente e firme. Boas maneiras não é anulação por "clichês" exteriores, mas atuação com base em um coração bem formado e não anulado em sua feminilidade. 


Terá cuidado com seus modos, a maneira como fala e sua aparência. Não para perfazer um ideal externo a ela mesma mas para ser quem ela realmente é, do jeito que ela gosta e vê. 


Dentro de suas possibilidades, até o fim de sua vida, procurará cultivar-se. Frequentemente para explicar o termo cultura nos remetemos à sua origem e o colocamos como o cultivar a terra e, portanto, os nossos dons. Mas Hans Gadamer nos lembra sempre que a cultura é a capacidade de "inclinar-se para recolher". A mulher não deve jamais oprimir e permitir que oprimam sua natureza feminina e delicada. E isso se dará principalmente se souber inclinar-se para Deus e, a partir daí, conhecendo-se como filha muito amada de Deus, reconhecer a sua importância e o seu valor e o lugar de cada um e de cada coisa em sua vida. 


No coração da mulher já habita a beleza das estrelas e das flores porque ela se identifica com elas. Não compreender isso é não entender de mulher, é não ser mulher. E isso não lhe pode ser tirado mas deve ser desenvolvido por uma educação em boas maneiras, virtudes humanas e cristianismo o que será uma benção para todos que convivem com ela porque estarão lidando com "ela mesma", com uma pessoa integral e não apenas com um corpo magro ou "enfeitado" que se submete a exigências externas até o ponto da sua anulação. Ela é feliz com ela e como ela é, como Deus a fez. (Por Flor Martha S. Ferreira)


 


 


Com carinho Luci Cabreli



Fonte: https://boas-maneiras.blogspot.com.br

Deixe seu comentário

Você está em Umuarama / PR
Umuarama
Unidade Umuarama, PR


Portal da Cidade Umuarama LTDA - 23.324.583/0001-01
© 2008-2017 Copyright Franquia Portal da Cidade ®